Site Coamo
Coamo Agroindustrial Cooperativa | Edição 393 | Abril de 2010 | Campo Mourão - Paraná

Variedades

Gallassini: Cidadão de Janiópolis

Homenageado conhece bem a história do município que concede a primeira honraria da sua história

“Com muita alegria e orgulho, sinto-me honrado em fazer parte desta comunidade, sendo o mais novo filho desta terra que foi desbravada por homens e mulheres que tiveram um único sonho: o de ser feliz movidos por um alto espírito de solidariedade humana”, disse o engenheiro agrônomo Dr. Aroldo Gallassini, presidente da Coamo na sessão solene na noite de 27 de abril de 2010 após o recebimento do título de Cidadão Honorário do Município de Janiópolis, localizado na região Centro-Oeste do Paraná. Durante esses quarenta anos da Coamo Dr. Aroldo acompanhou a história de Janiópolis em todas as etapas da sua economia. No período de 1968 a 1971 atuou no município como avaliador do Banco do Brasil.

Desde a aquisição do entreposto da Coagel em Boa Esperança, em 1978, a Coamo está presente em Janiópolis. O processo de consolidação da atuação da cooperativa está se realizando com o arrendamento das instalações da Coagel e o recebimento da safra de verão dos cooperados. “Nesta safra tivemos muitas dificuldades tendo em vista a precariedade das instalações, mas temos projetos de ampliação da unidade bem como incrementar a assistência técnica, o fornecimento de insumos e a aplicação do crédito rural”, prevê o mais novo cidadão janiopolitano.

NOITE ESPECIAL – Para o vereador Moacir Pereira dos Reis, presidente da Câmara Municipal, Janiópolis viveu uma noite histórica na homenagem ao presidente da Coamo. “Esta noite é especial. A homenagem é especial, porque é dirigida a uma pessoa muito especial que plantou a semente do cooperativismo em Campo Mourão que logrou êxito e se estendeu para várias regiões do país”.

DESENVOLVIMENTO – “A chegada da Coamo na região ajudou a transformar o panorama em benefícios dos agricultores, com a instalação da Coamo em Janiópolis que era um antigo sonho temos certeza que a nossa agricultura ganhará um novo impulso e será muito melhor”, afirmou Jair Januário Detófol, prefeito do município de Janiópolis. Para Detófol, “Dr. Aroldo representa uma histórica verídica e concreta, sendo respeitado e lembrado como uma pessoa que muito fez e faz pela nossa agricultura. Por esses atributos ele merece esta homenagem”, conclui.

Justiça desobriga Coamo de recolher Funrural

A Justiça Federal de Campo Mourão concedeu dia 26 de abril de 2010, decisão favorável à Coamo em ação ajuizada pela sua Gerência Jurídica, que dispensa a retenção e o recolhimento de 2,1% sobre o valor obtido com a comercialização da produção agropecuária havida com os produtores rurais (pessoas físicas) que não se enquadrem como segurados especiais. Tal dispensa alcança as operações firmadas com os produtores rurais que mantêm empregados contratados ou trabalhem em área rural superior a quatro módulos fiscais.

É importante esclarecer que o ressarcimento das contribuições anteriormente recolhidas ao Funrural pelos produtores rurais poderá ser buscado através de ações próprias mediante a contratação de advogados da confiança de cada interessado.

Novo ministro

 

 

 

 

 

 

Empossado no dia 31 de março o novo ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Wagner Rossi. Ele afirmou que dará continuidade ao trabalho de Reinhold Stephanes no apoio aos produtores rurais, compatibilizando produção agrícola com a preservação ambiental. O novo ministro presidia a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

Chandoa assume Seab

 

 

 

 


O novo secretário da Agricultura e do Abastecimento do Paraná é Erickson Camargo Chandoa, que chefiava o Núcleo Regional da Seab em Campo Mourão. Chandoa foi indicado pelo governador Orlando Pessutti.

Aftosa

A primeira etapa de 2010 da campanha de vacinação contra a febre aftosa teve início no dia 1º e será encerrada no dia 31 de maio. Animais bovinos e bubalinos jovens, de zero a 24 meses de idade, deverão ser vacinados. Na lista dos estados reconhecidos e classificados pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) como livres de febre aftosa com vacinação está o Paraná e o Mato Grosso do Sul. Santa Catarina é o único estado da Federação que já conquistou a distinção de livre de febre aftosa sem vacinação. A meta do Ministério da Agricultura é que até o final do ano todo o país seja reconhecido como zona livre com vacinação.