Site Coamo
Coamo Agroindustrial Cooperativa | Edição 413 | Abril de 2012 | Campo Mourão - Paraná

Investimento em Unidades e Indústria

Coamo anuncia investimentos de R$ 275 milhões para modernizar unidades e ampliar produção industrial

Cooperativa está cada vez mais perto dos seus associados visando o desenvolvimento tecnológico com estrutura ágil e adequada

A Coamo Agroindustrial Cooperativa irá investir o montante de R$ 275 milhões na melhoria e modernização de 48 unidades, das quais oito novas construções no Paraná e no Mato Grosso do Sul. Os associados também aprovaram na 52ª Assembleia Geral Ordinária, realizada dia 13 de abril em Campo Mourão, a ampliação da duplicação da hidrogenação para produção de gorduras vegetais, a construção de moinho de trigo, e de um escritório administrativo e laboratório industrial. A previsão é de que os novos investimentos aprovados sejam efetivados até nos próximos três anos, no período de 2012/2014.

Investimento de R$193 mi

Para melhorar o recebimento, a armazenagem da produção e a qualidade no atendimento as necessidades dos seus associados, além de propiciar a redução de custos com transportes, a Coamo promoverá investimentos de mais de R$ 193 milhões em modernização, adequação e ampliação de 40 unidades em todas as suas regiões no Paraná, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul. O pacote de investimentos prevê a implantação de oito novas unidades, sendo cinco no Paraná – nos municípios de Cruzmaltina (Região Norte), Goioxim (Centro-Sul), Santa Maria do Oeste (Centro), Mariluz e Rancho Alegre do Oeste (Centro-Oeste); e três no Mato Grosso do Sul, nos municípios de Dourados, Maracaju e em Guaíba, pertencentes ao município de Ponta Porã.

ESTRUTURA ÁGIL- "Durante toda a sua existência, a Coamo tem procurado estar cada vez mais perto dos seus associados visando o seu desenvolvimento tecnológico e propiciar uma estrutura que seja adequada e ágil para o recebimento da produção. Porém, com o crescimento da produtividade e maior agilidade na colheita, a diretoria entendeu que há necessidade de atualizar e melhorar os fluxos de recebimento, beneficiamento, transporte e secagem dos cereais", justifica o engenheiro agrônomo José Aroldo Gallassini, presidente da Coamo.

Segundo Gallassini, a previsão de recebimento da Coamo nas safras de verão e inverno em 2012 supera o montante de seis milhões de toneladas. Porém, este número poderá ser reduzido devido aos problemas de estiagem que ocorreram em todas as regiões produtoras. Na assembleia os associados aprovaram um aumento na capacidade de armazenagem a granel de 265 mil toneladas. Com isso a capacidade estática da cooperativa será superior a 3,60 milhões de toneladas. "Devido aos aumentos nos volumes de produção é que a Coamo tem investido no sentido de solucionar os problemas de armazenagem e facilitar o recebimento da safra dos nossos associados."

Na área Industrial, a Coamo prevê a realização de investimentos no seu Parque Industrial em Campo Mourão no total de R$ 81 milhões para a duplicação da Hidrogenação ampliando dessa forma a produção de gorduras vegetais de duas mil para quatro mil toneladas/mês, a instalação de um moderno moinho de trigo para processamento de 500 toneladas/dia para atender a demanda de farinhas de trigo para panificação, massas e biscoitos, e a construção de escritório administrativo e laboratório industrial visando atender o crescimento do parque industrial e o aumento da demanda de análises físico-químicos e microbiológicos.

LIMITE DE PRODUÇÃO - "Atualmente nossos equipamentos de produção estão no limite de suas capacidades, por isso é que esses investimentos são necessários para atendermos as necessidades dos nossos clientes e consumidores, haja vista o crescimento expressivo no volume de vendas de margarinas e gorduras vegetais em face da excelente qualidade dos Alimentos Coamo", informa Divaldo Corrêa, superintendente Industrial da Coamo.

Fala Cooperado

Novas unidades

Paraná

Cruzmaltina (Região Norte)
Goioxim (Centro-Sul)
Santa Maria do Oeste (Centro)
Mariluz e Rancho Alegre do Oeste (Centro-Oeste)

Mato Grosso do Sul

Dourados
Maracaju
Guaíba (pertence ao município de ponta Porã)

Unidades que receberão investimentos

Paraná

Altamira do Paraná, Araruna, Arroio Grande(Pitanga), Barbosa Ferraz, Boa Ventura de São Roque, Brasilândia do Sul, Brasiliana (Tupãssi), Campina do Amoral (Luiziana), Coronel Vivida, Corumbataí do Sul, Dez de Maio (Toledo), Goioerê, Guarapuava, Ivaiporã, Janiópolis, Juranda, Luiziana, Mamborê, Mangueirinha, Manoel Ribas, Marilândia do Sul, Nova Santa Rosa, Palmas, Peabiru, Pensamento (Boa Esperança), Pitanga, Primavera (Juranda), Quinta do Sol, Toledo, Tupãssi, Vila Nova, Vista Alegre (Coronel Vivida).

Mato Grosso do Sul

Amambaí, Aral Moreira, Caarapó, Jaguaretê (Laguna Carapã) e Laguna Carapã.

Santa Catarina

Abelardo Luz e Ipuaçu.

Associados aprovam incorporação da Coagel pela Coamo

Na 52ª Assembleia Geral Extraordinária os associados aprovaram também autorização para incorporação da Coagel Cooperativa Agroindustrial pela Coamo Agroindustrial Cooperativa. Assim, após as realizações de assembleias extraodrinárias pelas duas cooperativas com aprovação unânime dos associados pela incorporação da Coagel pela Coamo, o próximo ato será a realização, em breve, de uma assembleia geral extraordinária com participação conjunta dos associados das duas cooperativas para a concretização dos atos da incorporação. Para o presidente da Coamo, José Aroldo Gallassini, com a aprovação final pelos associados das duas cooperativas, a Coamo continuará a atuar numa área de ação de 10 Municípios abrangendo as regiões de Goioerê e do Oeste do Paraná. "A Coamo há alguns anos firmou um acordo operacional na modalidade de arrendamento para o recebimento da produção dos associados com a possibilidade de uma incorporação futura, fato que está ocorrendo neste momento. Inicialmente, instalamos unidades em Moreira Sales e em Quarto Centenário, vindo logo a seguir a instalação de unidades em Goioerê, Mariluz, Rancho Alegre do Oeste, Brasilândia do Sul e Alto Piquiri, com o benefício da assistência Coamo a cerca de mil novos associados que passaram a trabalhar com a Coamo. Acreditamos que com esta incorporação haverá grande desenvolvimento da região que é muito produtiva, tendo a disposição dos produtores os diversos benefícios com a modernização de tecnologias, assistência técnica e financeira, visando o aumento da produtividade e renda dos associados."