Fatos & Fotos     



Agricultura:
Coamo é a melhor, segundo Valor 1000

COOPERATIVA É A 50º MAIOR EMPRESA DO PAÍS E A MELHOR DO SETOR AGRICULTURA

O jornal Valor Econômico lançou no dia 22 de agosto, em cerimônia realizada no hotel Grand Hyatt, em São Paulo, a 5ª edição do anuário Valor 1000, que aponta as mil maiores companhias por receita líquida e elege aquelas com melhor desempenho em 27 setores da economia, com base em dados de balanço. A Coamo está entre as premiadas, sendo uma das únicas bicampeãs do anuário.

A cooperativa alcança a 50ª colocação no ranking das mil maiores empresas e foi eleita a melhor no setor Agricultura. Com uma receita líquida de R$ 3.784,4 bilhões, a Coamo é a primeira empresa do Paraná que aparece no ranking (50º). A avaliação das campeãs setoriais é feito com base oito critérios, como a receita líquida e o crescimento sustentável.

A relação das campeãs em 2005, revela que em apenas cinco dos 27 segmentos premiados as melhores também são as maiores. Entre as empresas deste seleto grupo está a Coamo, que foi apontada não só com a melhor do seu segmento (Agricultura), mas também como a maior empresa do setor. “Embora o tamanho em receita seja mérito do empreendedor, a eficiência também está relacionada a outros indicadores de desempenho”, destacou Nicolino Spina, diretor do jornal Valor Econômico. Ele disse que o Valor 1000 é o mais importante anuário do país e que “é uma homenagem às empresas que conquistam resultados exemplares, ajudando a construir um país melhor e progressista”.

Para o ministro Luiz Fernando Furlan, do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, “as empresas premiadas representam um conjunto de vitoriosos, mostrando a consistência na capacidade de crescer, aliada a competência e crença no país e ajudando a comandar boa parte do PIB - Produto Interno Bruto, do país”.

Agroleite 2005

A Agroleite 2005, foi promovida em Castro (região dos Campos Gerais, no Paraná), pela cooperativa Castrolanda. Considerado o maior evento da pecuária leiteira do Brasil, desde 2002, a feira vem premiando, com o Troféu Agroleite, os maiores e melhores destaques dos segmentos ligados à Cadeia do Leite como forma de reconhecimento e valorização da contribuição de cada um em todas as etapas de produção.

O presidente da Coamo, Dr. Aroldo Gallassini, foi agraciado com o troféu Agroleite 2005 como destaque no setor Cooperativismo. Ao todo, são 20 categorias premiadas. O evento de premiação aconteceu no Memorial da Imigração Holandesa.

 

Jornalistas debatem profissionalização

Jornalistas e comunicadores das cooperativas do Paraná participaram nos dias 28 e 29 de julho, na Coamo, em Campo Mourão, da primeira edição do fórum de jornalistas e comunicadores das cooperativas paranaenses de 2005. O evento foi uma promoção conjunta do sistema Ocepar/Sescoop e da Coamo e reuniu cerca de 40 profissionais que atuam nas assessorias de imprensa do sistema cooperativo paranaense.

O encontro, que acontece duas vezes ao ano, tem como objetivo a troca de experiências e discussão sobre as principais demandas do setor na área de comunicação, seja na relação com a mídia, com o público interno ou externo. A novidade este ano foi à metodologia adotada, num sistema de aplicação de módulos de conhecimento, onde com apoio de professores da Pontifícia Universidade Católica (Puc-Pr) foram abordados aspectos mais teóricos sobre o desenvolvimento profissional.
Aberto pelo diretor presidente da Coamo, José Aroldo Gallassini, o fórum apresentou aos jornalistas uma visão global da Coamo e falou da importância da comunicação. Houve ainda um painel onde foi debatido o relacionamento das assessorias de imprensa com a mídia.
O painel foi coordenado pelo superintendente da Ocepar, José Roberto Ricken, e teve, também, a participação de profissionais da imprensa paranaense e brasileira convidados para uma viagem de conhecimento de algumas cooperativas.

Copa Coamo define grupos da fase final

Representantes das equipes finalistas, gerentes de entrepostos e diretoria, acompanharam, no dia 26 de agosto, em Campo Mourão, o congresso técnico da final da Copa Coamo 2005. O evento definiu os grupos para o encerramento da competição, no dia 10 de setembro. São 32 campeões regionais que jogarão em 10 grupos, sendo: Chave A – Linha Boa Esperança (Toledo); Folhas do Laranjal (Abelardo Luz); União (Amambaí); e União Alto Alegre (Campo Mourão). Chave B – Figueira do Oeste (Engenheiro Beltrão); Vera Cruz do Oeste (São Pedro do Iguaçu); Boa Vista (Bragantina); e Agro Girassol (Araruna). Chave C – União (Juranda); Alto Rio do Baile (Cândido de Abreu); e Fazenda Três Estrelas (Fênix). Chave D – Divisor (Palmital); Linha Cascata (São Domingos); e Bairro dos Neves (Quinta do Sol). Chave E – Saudade (Boa Ventura); Vasquinho (Altamira); e Cruzeiro da Abundância (Coronel Vivida). Chave F – Unidos Venceremos (Nova Santa Rosa); Vira Copos (Boa Esperança); e Sambatti (Roncador). Chave G – Rio de Meio (Pitanga); Orvalheira (Luiziana); e Beija Flor (Ivaiporã). Chave H – Fantin (Mamborê); Os Trangênicos (Palmas); e Castelo (Manoel Ribas). Chave I – Barreirinho Nova Tebas (Iretama); Igrejinha Santo Antonio / Sitio Nossa Senhora Aparecida (São João do Ivaí); e Placa União (Peabiru). Chave J – Os Barbosenses (Barbosa Ferraz); Atlético Mangueirinha (Mangueirinha); e Gralha Azul (Pinhão).


 Página Inicial   Índice Geral