Industrialização
Margarina Primê:
Sabor em um milhão de caixas

Coamo alcança a marca de um milhão de caixas na produção da margarina Prime

Diretoria e funcionários do parque industrial da Coamo em Campo Mourão: comemoração da marca
A linha de produção da fábrica de margarinas e gorduras vegetais hidrogenadas da Coamo, que integra o complexo agroindustrial de Campo Mourão, alcançou no dia 07 de novembro o volume de um milhão de caixas da margarina Primê, que é o mais recente produto lançado pela cooperativa para o mercado consumidor. A marca histórica foi comemorada pela diretoria da Coamo, durante visita à fábrica.

O engenheiro agrônomo José Aroldo Gallassini, diretor-presidente da Coamo, aproveitou para lembrar que os bons resultados que a cooperativa vem alcançando ao longo da sua existência também é fruto da consolidação dos seus produtos no mercado. Ele disse que a filosofia da agroindustrialização segue o princípio da Coamo. “Hoje os produtos Coamo são comercializados em larga escala em 15 estados brasileiros, diretamente, sendo disponibilizados nas prateleiras dos supermercados e principais casas do ramo”, informou.

Segundo Gallassini, a consolidação agroindustrial sempre foi uma das metas da Coamo. “Agora estamos agora nesta fase, com produtos de alta qualidade e com grande aceitação”, acentuou, afirmando que a participação dos produtos acabados no faturamento da Coamo é expressiva. “Trabalhando sempre no limite da produção, vendendo tudo o que se produz. E isso agrega valor à produção do cooperado”.



RÁPIDA PROJEÇÃO

Germano Ottman, superintendente Industrial entrega a caixa de número um milhão ao presidente da Coamo, Dr. Aroldo Gallassini
Com um teor de 40% de gorduras a margarina Primê teve rápida projeção no mercado. Colaborou para a conquista uma soma de fatores, como a alta qualidade e o menor preço, aliado a um teor reduzido de lipídeos. “Chegamos a esta marca de um milhão de caixas em pouco mais de sete meses, uma vez que a produção da Primê foi iniciada em março deste ano”, ressalta o presidente da Coamo. Isso significa, na
opinião de Gallassini, que o produto está bem aceito no mercado, satisfazendo os consumidores.

Além da margarina Primê, a linha de produtos Coamo também possui a margarina Coamo, três tipos de gorduras vegetais hidrogenadas, óleo de soja refinado em embalagem pet e latas de 900 mililitros, farinhas de trigo e café torrado e moído. São produtos que se consolidaram no mercado e têm grande aceitação por parte do consumidor.

E com a crescente demanda pela produção a Coamo tomou a decisão – referendada pelos cooperados em assembléia extraordinária, de ampliar o complexo industrial de Campo Mourão. Serão aplicados R$ 40 milhões na duplicação da fábrica de margarina e gorduras vegetais hidrogenadas, da refinaria de óleo de soja e da indústria de esmagamento de soja, além da ampliação da fiação de algodão. Com os investimentos, a fábrica de margarina passará para uma produção de 120 toneladas por dia e a produção de óleo refinado será de 360 mil toneladas por dia.