Opinião
Editorial:
Comemorando o sucesso

Engenheiro agrônomo José Aroldo Gallassini, diretor
-presidente da Coamo

Dr. Aroldo Gallassini
Além de finalizar o plantio da safra de verão, o mês de novembro tem um sabor especial para os cooperados da Coamo e Credicoamo. É quando comemoramos o aniversário de fundação das nossas duas cooperativas: a Coamo, fundada em 28 de novembro de 1970 e a Credicoamo, constituída em 17 de novembro de 1989.

No caso da Coamo, temos uma vida de 32 anos de trabalho e de sucesso. Durante as três décadas de existência, a cooperativa não teve nenhum problema de ordem econômica ou administrativa. É com 

orgulho que sustentamos essa condição. Sem contar que estamos vindo num crescendo, sempre mantendo o pé no chão, com toda seriedade, num desafio constante de propiciar o desenvolvimento ao quadro social, que é o nosso principal foco.

Essa preocupação com os cooperados é que faz a Coamo ser diferente. Entre as maiores empresas do Paraná e considerada a maior cooperativa agrícola singular da América Latina, com 17 mil cooperados e 80 entrepostos no Paraná e Santa Catarina, a cooperativa cresceu e alavancou o desenvolvimento dos cooperados. Todas as nossas expansões, os projetos agrícolas e pecuários e industriais são voltados para o aumento de renda do quadro social.

A cooperativa também auxilia o desenvolvimento das regiões onde ela está inserida. No caso de Campo Mourão, por exemplo, os projetos da Coamo foram decisivos para a mecanização agrícola e com a aplicação das mais modernas tecnologias a região foi transformada numa das mais produtivas do país.

A sistemática que hoje é disponibilizada, na prestação de serviços ao quadro social, é única no segmento cooperativo. Isso torna o cooperado um privilegiado.

Para a comercialização da produção, por exemplo, o cooperado tem acesso a informações e mecanismos que propiciam vantagens reais. Com cobertura na Bolsa de Chicago, os produtores têm oportunidade de vender a safra em qualquer época do ano, travando dólar e obtendo os melhores preços. Na industrialização não é diferente. A produção passa a ter um valor agregado, o que valoriza o cooperado, ampliando a sua condição de resultados no mercado.

Credicoamo – Com o tempo, os cooperados foram sentindo necessidade da criação de um sistema de crédito, porque houve um período em que o governo se afastou do crédito rural e as cooperativas tiveram que assumir este papel. Assim, criamos a Credicoamo, que trilhou o mesmo caminho da Coamo, crescendo e oferecendo renda para o quadro social com juros menores. Hoje são quatro mil cooperados integrados à cooperativa de crédito. Neste ano, todos os associados que fizeram proposta de custeio ou de investimentos foram atendidos pela Credicoamo.

Ainda neste ano tivemos eventos importantes, que marcaram a evolução na prestação de serviços pela Credicoamo. Como a assinatura de um convênio com o Banco Bradesco, onde implantamos o cartão de crédito internacional, com a bandeira Visa; e com o BRDE – Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul, para aplicação de recursos do BNDES – Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, na aquisição de máquinas e implementos agrícolas.

Unimed Rural – Neste mês, os associados da Coamo e da Credicoamo também passaram a contar com um benefício diretamente ligado à qualidade de vida. Foi firmado um convênio com a Unimed Regional, de Campo Mourão, e implantando o Plano de Saúde Familiar Unimed Rural, uma antiga reivindicação do quadro social, que conseguimos fechar com vantagens nos custos operacionais. Hoje o plano de saúde é necessário em todas as famílias, dado as dificuldades que o governo enfrenta para atender a questão da saúde no país.

Entre as principais vantagens do plano estão: o atendimento diferenciado para todos os tipos de doenças; ausência de carência para as duas mil primeiras vidas contratadas; inclusão de doenças pré-existentes; e redução de até 53% no custo da mensalidade, em comparação com os demais planos de saúde da Unimed. Este é um privilégio exclusivo para os cooperados da Coamo. É um investimento na qualidade de vida do quadro social e de seus familiares.

Safra de verão – Nós já estamos finalizando a implantação das lavouras de verão e, para nossa satisfação, com todo o sucesso. Um bom plantio garante 50% do sucesso da safra, portanto, temos um bom caminho para bom resultado. As lavouras implantadas estão com custo baixo, em razão da opção oferecida pela Coamo para que os cooperados fizessem a trava de dólar para compra de insumos. Assim, esperamos ter sucesso em boas colheitas e bons preços. Desta forma, vamos capitalizando de vez os nossos cooperados e cada vez mais oferecendo a eles uma melhor qualidade de vida.

Antecipação de sobras – A Coamo comemora seu aniversário, mas quem recebe o presente são os cooperados. Como acontece todo o final de ano, os cooperados terão dinheiro extra neste Natal. A cooperativa vai antecipar parte das sobras líquidas que devem ser apresentadas no início do ano que vem, durante a realização da Assembléia Geral Ordinária. Serão antecipados R$ 15 milhões. O volume é 54% maior que o repassado no ano passado e corresponde ao movimento de milho, soja e trigo comercializado pelos cooperados com a Coamo, além dos insumos adquiridos. O pagamento será feito a partir do dia 10 de dezembro, em todos os entrepostos da Coamo.