Site Coamo
Coamo Agroindustrial Cooperativa | Edição 379 | Dezembro de 2008 | Campo Mourão - Paraná

Sobras

Dinheiro extra no Natal dos cooperados

Coamo antecipa R$ 31,5 milhões das sobras do exercício de 2008. Associados comemoram melhor ano da cooperativa

A chuva que caiu em boa parte da região da área de ação da Coamo foi um motivo a mais para os cooperados comemorarem o dia 10 de dezembro. Mais do que animados eles compareceram aos entrepostos da cooperativa para retirar o dinheiro extra neste final de ano. Foram R$ 31,5 milhões que retornaram ao bolso dos cooperados na proporção da movimentação de cada um com os produtos soja, milho, trigo e também insumos.

O cooperado Maurício da Silveira, de Campo Mourão, disse que usará as sobras em uma viagem de férias com a esposa e filhos. “Todos os anos este dinheiro tem destino certo”, revela.

O associado Anildo Guadagnin, também de Campo Mourão, elogiou muito o trabalho da diretoria da Coamo e lembrou que o beneficio vai servir para que ele coloque as contas em dia. “As sobras vão garantir, também, uma festa de final de ano ao lado dos filhos que moram em outro Estado”, comemorou.

13º do cooperado – O diretor-presidente da Coamo, José Aroldo Gallassini, esclarece que sempre que é possível a cooperativa antecipa parte das sobras aos associados. “Felizmente esta condição tem sido possível em todos os 38 anos da Coamo”, salienta. Para Gallassini, o dinheiro extra é como se fosse um 13º do produtor. “Ganham os cooperados, suas famílias e também o comércio das regiões onde a cooperativa está inserida”, destaca.

Melhor ano da história – Na avaliação de Gallassini, 2008 foi o melhor ano de toda a história da cooperativa. “Crescemos em faturamento e em recebimento de grãos”, afirma. O presidente da Coamo diz que o período só não foi melhor por causa da crise americana, que tirou um pouco do xbrilho dos resultados. “Superamos todas as metas e devemos fechar o ano com receitas globais de R$ 4,3 bilhões, um crescimento de cerca de 24% na comparação com o ano anterior, quando a cooperativa teve receitas globais de R$ 3,47 bilhões”, compara.

Pagamento simultâneo – A antecipação foi feita de forma simultânea em todas as unidades da cooperativa, no Paraná, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul. A segunda parte será distribuída após a realização da assembléia geral do exercício de 2008.