Cooperativismo
Mais de 8 mil nas Reuniões de Campo

Em dez dias, diretoria da Coamo cumpre maratona de 35 reuniões para levar informações ao quadro social

A educação cooperativista é um dos importantes princípios do cooperativismo. Com este objetivo, a Coamo realizou no período de 22 de janeiro a 04 de fevereiro uma maratona de 35 encontros, denominados "Reuniões de Campo" congregando mais de oito mil cooperados na sua área de ação nos estados do Paraná e Santa Catarina. 
As reuniões são promovidas anualmente, sempre no início e final de cada safra. A proposta é levar informações aos cooperados que possam auxiliá-los na tomada de decisões durante a condução dos seus negócios.

Durante os encontros, o presidente da Coamo, engenheiro agrônomo José Aroldo Gallassini, apresentou aos participantes a realidade atual da agricultura brasileira, as tendências da comercialização para a safra 2002/3003; além dos custos dos financiamentos das lavouras de verão e os resultados do exercício do ano 2002. "Ficamos satisfeitos em ver o aumento da participação dos nossos cooperados no dia-a-dia da Coamo, seja nas reuniões, entrega da produção e no abastecimento dos insumos", comemorou.

Com média de 3,5 reuniões por dia, a diretoria da Coamo cumpriu uma verdadeira maratona de trabalho, visitando os entrepostos em todas as regiões da área de ação. "Desde o início desse trabalho, os encontros têm sido positivos e com grande interesse do nosso quadro social em ficar por dentro das tendências de mercado dos produtos agrícolas e da situação geral da Coamo", define o presidente da Coamo.

As reuniões de campo são verdadeiras "pré-assembléias" servindo de preparativos para a Assembléia Geral Ordinária. "A participação dos cooperados tem sido um dos pilares do sucesso da Coamo e o cooperativismo, um instrumento eficaz de geração de renda, empregos, tributos e produtividade, com a certeza de que a união, dedicação e trabalho de toda uma equipe (funcionários, diretores e cooperados) são fatores imprescindíveis para a prestação de serviços de qualidade ao quadro social e a obtenção de bons resultados", enfatiza Gallassini.



FALA COOPERADO:

José Alberto Toledo, de Guarapuava - "É a maneira que temos  de nos atualizar, não só á nível de campo mais também em termos de números de mercado. As informações aqui repassadas hoje foram ótimas em termos de crescimento".
Ioshio Sakurada, de Campo Mourão - São informações que chegam em boa hora e facilitam as nossas decisões. No campo não temos a dimensão da evolução da tecnologia e do mercado no dia a dia".
Cláudio Humberto Brener, de Mamborê - "Acompanhamos diariamente a vida da cooperativa. Porém, dados como esses apresentados pela diretoria dificilmente se obtém no dia a dia. É uma oportunidade que faz a diferença".