Especial     



PRESTAÇÃO DE CONTAS:
Coamo tem receitas globais de R$ 3,9 bilhões em 2004

COOPERATIVA CRESCE 19,2%, EM RELAÇÃO AO ANO ANTERIOR, E GERA SOBRAS LÍQUIDAS DE R$ 252,3 MILHÕES

A Coamo realizou no dia 25 a sua 35ª Assembléia Geral Ordinária (AGO) e anunciou um novo recorde no seu faturamento. Com a presença de centenas de cooperados dos municípios da área de ação (Paraná, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul) a assembléia aprovou o balanço do exercício de 2004, que registrou receitas globais de R$ 3,9 bilhões. O crescimento foi de 19,2% em relação ao ano anterior.

O Ativo Total da cooperativa cresceu 14,7%, chegando a R$ 2,1 bilhão. A Coamo encerrou o ano com um Patrimônio Líquido de R$ 991,3 milhões, representando um crescimento de 26,8% em relação ao ano de 2003. Os principais índices foram: liquidez corrente 1,86, liquidez geral 1,67, margem de garantia 198,6%.

Este crescimento proporcionou sobras líquidas que atingiram o montante de R$ 252,3 milhões. O dinheiro das sobras foi distribuído entre os cooperados em todos os entrepostos da cooperativa, na proporção da movimentação de cada um na entrega da produção e no abastecimento de insumos. “O excelente desempenho da Coamo é resultado do profissionalismo e da união de todos os cooperados, diretoria e funcionários, que proporcionam um cooperativismo de resultados e objetivam a evolução constante da Coamo”, elogiou o engenheiro agrônomo José Aroldo Gallassini, diretor presidente da Coamo.

ALAVANCA – O agronegócio novamente foi a alavanca da economia, representando 34% do PIB brasileira e participando com 44,4% das exportações, apesar da queda brusca dos preços das principais commodities a partir do segundo semestre.

Por outro lado, a expressiva alta dos preços dos insumos da safra 2004/2005, associada a significativa elevação dos custos dos financiamentos agrícolas, motivada pela deficiência dos recursos oficiais e dos recursos destinados ao crédito rural aumentaram sobremaneira os custos de produção dessa safra. “A previsão de baixos preços dos produtos agrícolas aliada aos altos custos, preocupam os produtores”, previu  Gallassini.

CRESCIMENTO – Considerada a maior cooperativa singular da América Latina, com 19 mil associados, atuando em 53 municípios do Paraná, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul, a Coamo movimenta 3,3% de toda a produção brasileira de grãos e fibras e 15% da safra agrícola paranaense. Nestes 34 anos, a cooperativa investiu pesado na industrialização da produção e na sua estruturação para recepção da safra, estando cada vez mais próxima do seu quadro social. Em 2004 foram investidos R$ 89 milhões. O valor de tributos e taxas gerados e recolhidos, durante o exercício de 2004, foi na ordem de R$146,9 milhões.

EXPORTAÇÃO – Em 2004 a Coamo exportou, através do seu terminal portuário, em Paranaguá, no Paraná, e pelo porto de São Francisco do Sul, em Santa Catarina,  2,2 milhões de toneladas de produtos em 224 navios, num valor de US$ 499,8 milhões, com crescimento de 42,8% em relação ao ano de 2003. Ocupando a 30ª posição entre as empresas exportadoras do País, a Coamo é primeira entre as empresas de exportação de commodities no Estado do Paraná. As principais destinações das exportações da Coamo foram para a Europa com 66,5% e Ásia com 32,1%.
 

FALA COOPERADO

Ércio Padilha, de Guarapuava (PR) - “Mais uma vez comprovamos que a Coamo está sendo bem administrada. Prova disso são os bons resultados, conquistados anualmente, e as sobras. Somos agricultores privilegiados”.

Antonio Porfírio Pereira, de Moreira Sales (PR) – “A parceria da cooperativa com os agricultores é muito vantajosa. Com esta receita de trabalho não tem como errar. Assim, nós, cooperados, podemos comemorar todos os anos.  Parabéns”!

Valmor João Zuffo, de Coronel Vivida (PR) – “Para mim é uma satisfação ser cooperado da Coamo. Tenho total confiança na cooperativa e sinto o mesmo em relação a ela. O nosso trabalho sempre é coroado, todos os anos”.

Alceno Schmoeller, de Ivaiporã (PR) – “Os números apresentados nesta assembléia comprovam que a saúde financeira da nossa cooperativa está cada dia melhor. Ela comemora bons resultados e nós é que recebemos o presente”.


 Página Inicial   Índice Geral