barra Site Coamo barra
Órgão de divulgação da COAMO Agroindustrial Cooperativa | Edição 349 | Jan/Fev de 2006 | Campo Mourão - Paraná

Era Digital

Coamo inaugura portal na internet

COOPERATIVA APOSTA NA INTERATIVIDADE E PROPORCIONA O QUE HÁ DE MAIS MODERNO EM TERMOS DE TECNOLOGIA DE NEGÓCIOS, ESTABELECENDO UMA NOVA FASE NA POLÍTICA DE RELACIONAMENTO COM OS SEUS COOPERADOS

No ar desde outubro de 1999, a página da Coamo na internet (www.coamo.com.br), acaba de passar por uma nova reestruturação e ganhar o conceito de portal, na internet. Com a inovação, a cooperativa aposta na interatividade e proporciona o que há de mais moderno em termos de tecnologia de negócios, estabelecendo uma nova fase na política de relacionamento com os seus cooperados. O Portal Coamo, que agrega os sites da Credicoamo e do Jornal Coamo, além do hostsite dos Produtos Coamo, foi desenvolvido nos padrões web standards, trazendo uma série de benefícios aos usuários, como a acessibilidade, compatibilidade, velocidade e maior volume de informações.

“Mais uma vez a Coamo sai na frente, oferecendo o que há de mais moderno em termos de tecnologia para melhor atender o seu quadro social, os consumidores dos produtos Coamo e também os usuários da internet”, comemora Antonio Satoshi Shima, gerente de Organização e Sistemas da Coamo. “Esta mudança está diretamente relacionada aos negócios entre a cooperativa e o seu público final. Sendo assim, decidimos materializar o portal, com informações atualizadas em tempo real e prestação de serviços on-line aos cooperados”, explica.

Novidades - Entre as inovações que os usuários poderão encontrar disponibilizadas no Portal Coamo estão: informações do mercado agrícola; newsletter para cadastrados; cotações do dólar e da bolsa de valores; programa de rádio; atendimento on-line aos cooperados; gerenciamento on-line para representantes; além de uma tecnologia inédita em sites de cooperativas: o site em texto para portadores de necessidades especiais. Já o hostsite dos Produtos Coamo traz informações sobre os produtos industrializados pela cooperativa e oferece dicas de saúde e ainda receitas de culinária.

Cooperado on-line - A principal novidade para os cooperados é o serviço de consulta on-line. Através dele, o associado cadastrado pode tirar saldos, extratos, consultar financiamentos e outras informações, diretamente da sua casa, escritório, ou da propriedade rural, quando estiver navegando na internet.

Com link próprio, no portal, o Cooperado on-line possui diversas telas de consultas. Na primeira delas o associado se identifica com sua matrícula e depois digita sua senha de auto-atendimento. Em seguida, acessa as telas de seu interesse em produtos agrícolas, conta consumo, financiamentos e EGF. “Na tela de consulta de cargas entregues, por exemplo, o cooperado verifica o volume da sua produção já entregue, mensalmente ou diariamente”, explica Shima.

Segundo o gerente de Sistemas da Coamo, esta é a primeira etapa do projeto. A meta da cooperativa é ampliar a prestação de serviços aos associados até o final deste ano. “Na verdade a grande proposta da internet é que o cooperado possa fazer fixações de sua produção e pagamentos aquisições feitas na cooperativa através da internet”, adianta Shima.

O Portal Coamo está adequado, inclusive, aos portadores de deficiência visual, bem qualquer dispositivo com conexão a internet.

Usuários satisfeitos

Acostumado a trabalhar com administração rural e gerenciamento eletrônico, o cooperado Geraldo Pereira, de Campo Mourão, elogia a iniciativa da Coamo em transformar o site institucional da empresa em um portal de atendimento aos associados, fornecedores e clientes. Para ele, o portal da Coamo é mais uma ferramenta que os agricultores tem a disposição para o desenvolvimento das suas atividades diárias. E entre as grandes vantagens, segundo Pereira, estão os controles on-line, como os de débitos, de recebimento e armazenagem de produtos e de retirada de insumos. “Durante a colheita eu chego em casa à noite e posso verificar o rendimento do trabalho, acompanhando no portal Coamo a produtividade líquida das lavouras, além de fazer o levantamento de débitos, tudo em tempo real”, comemora.

Outra grande vantagem citada pelo cooperado é a economia de tempo. “A internet facilita o meu trabalho, porque incluo ela no planejamento das tarefas”, revela. “Assim – continua, só tenho a ganhar porque evito correria e preservo o meu tempo durante o dia para as lavouras. Melhora o meu rendimento, porque estou pensando em uma coisa de cada vez”, assegura.

Para Pereira, o produtor rural, aos poucos, está aderindo a internet. “É uma tendência que está aumentando a cada dia, porque o produtor precisa de novidades para continuar crescendo e se desenvolvendo na sua propriedade”, conclui.

Elo digital – Quem também aprova a iniciativa da Coamo em implantar o seu portal na internet é o cooperado Rogério de Melo Barth, de Campo Mourão. Ele diz que é uma ferramenta importante para o associado, “porque eu posso, da minha casa, escritório ou de qualquer lugar que eu esteja, com equipamento ligado na internet, acompanhar a minha movimentação na cooperativa”, resume. “Também me auxilia muito para chegar ao atendimento no entreposto já sabendo o que eu quero, ganhando, assim, mais tempo para mim e para os próprios atendentes da cooperativa”, completa.

Para Barth, a iniciativa da Coamo em instalar o seu portal digital vai aproximar ainda mais o cooperado da internet, que, segundo ele, “é uma ferramenta do futuro”. A facilidade de acesso e a disponibilidade de controle da movimentação do produtor são os pontos positivos destacados pelo cooperado. “Mas acredito que ainda tem muita coisa a ser melhorada, como a fixação de produtos, depósito em conta corrente e pagamentos”, indica.

Rogério Barth não acredita que os serviços digitais vão substituir a parte humana do atendimento ao cooperado, “mas vai ajudar, e muito”, afirma. Ele cita, por exemplo, a comodidade de não precisar sair da propriedade para realizar negócios. “A Coamo está acompanhando o ritmo da modernidade, ligando a propriedade do produtor à sede da cooperativa. Mais um elo entre cooperativa/cooperado: o digital”, finaliza.