Site Coamo
Coamo Agroindustrial Cooperativa | Edição 380 | Janeiro e Fevereiro de 2009 | Campo Mourão - Paraná

Manejo do Solo

Preparo e consciência

Uso da tecnologia, sobretudo no manejo do solo, pode amenizar os efeitos do clima no campo

O que dizer sobre o comportamento diferente de lavouras em uma mesma região, onde, teoricamente, as condições de solo e clima são as mesmas? A resposta para esta questão pode estar no uso da tecnologia. O agrônomo Fernando Mauro Soster, de Manoel Ribas, na região Centro do Paraná, explica que um bom pacote tecnológico pode amenizar, em muito, os efeitos do clima no campo. Ele afirma que em anos difíceis é possível perceber quem segue à risca as orientações técnicas, já que lavouras mais planejadas sentem menos a falta de água.

O cooperado Albino Coltro, de Manoel Ribas, é um dos que não reclama do desenvolvimento das suas lavouras. Ele diz que é melhor ser exemplo do que seguir o exemplo de alguém. Coltro alia o seu preparo como agricultor com a consciência em seguir à risca as informações que recebe da assistência técnica da Coamo. No fim das contas, os resultados da sua propriedade estão sempre acima das médias regionais.

O produtor está por iniciar a colheita do milho e até meados de março deve começar o trabalho para recolher a safra de soja. Apesar da estiagem que durou 25 na região, no início da safra, o desenvolvimento das lavouras de Coltro está acima da média. A expectativa dele é superar a média de 400 sacas por alqueire no milho e 150 sacas por alqueire da soja. “Se os números se confirmarem vou acabar repetindo os resultados da última safra, quando o ano correu tudo bem por aqui”, comemora o cooperado.

Otimismo e confiança – “Lançar mão de uma tecnologia na medida certa é fazer a diferença no campo, tornando o processo produtivo mais fácil e rentável”, orienta Soster. Ele se refere ao otimismo e à confiança do produtor rural na construção de resultados seguros e estáveis na propriedade. “Um bom pacote tecnológico começa com o respeito ao manejo do solo. O plantio direto, a cobertura verde, a rotação de culturas, a fertilidade do solo, e a adubação conforme recomendação técnica faz parte do segredo para o sucesso. A planta responde melhor quem maneja corretamente o solo. E os resultados são visíveis, principalmente, nos anos difíceis, porque quanto tudo corre bem fica fácil produzir”, enfatiza Soster.