Especial     



O hábito familiar dos Voght, agricultores de Toledo (Oeste do Paraná), é viver no campo, com prazer. O cooperado José Wilson, a esposa Dirlei e os filhos Rafael e Rodrigo estão juntos todo o tempo. O trabalho diário no sítio de 40 alqueires, localizado na comunidade Ouro Preto, é dividido entre eles. José Voght e a esposa cuidam das lavouras e das criações. Os filhos, quando não estão na escola, ajudam nas tarefas. São uma família que valoriza o trabalho organizado e a qualidade de vida, aliando tudo isso a um jeito gostoso de morar no campo.

Da origem alemã, eles chegaram na região há 15 anos. “Nada era assim, como está hoje”, lembra o cooperado José Voght. A velha casa de madeira foi substituída por uma nova, de alvenaria, com 220 metros quadrados de construção e moderno estilo arquitetônico. Nos dois aviários que mantém na propriedade também foram feitas melhorias; assim como no barracão dos maquinários e na sala de ordenha das vacas leiteiras. “Tudo o que fizemos foi para melhorar a propriedade, não só do ponto de vista funcional, mas principalmente visual”, salienta Dirlei Voght, apontando para os jardins que misturam diversas espécies de gramados e plantas, dando um colorido todo especial ao ambiente.

O cooperado conta que as melhorias foram executadas com paciência e trabalho. “Não foi nada planejado. Fomos construindo ao longo dos últimos dez anos, sem pressa e com muita criatividade”, ressalta. A família tem consciência de que o investimento que fez na propriedade não será incorporado ao valor do patrimônio. “Mas isso é o que menos importa para nós. O que vale mesmo é a nossa satisfação de viver aqui. E isso eu posso garantir que é bastante prazeroso”, afirma Voght. A família se reúne todos os dias, no início e no final de cada jornada de trabalho, para tomar chimarrão na varanda. Valores básicos como o convívio não influenciado são cultuados por eles todos os dias.

Manutenção dá trabalho –
Reconstruir o sítio, no melhor estilo ‘espaço de lazer’, não foi tão difícil para a família Voght quanto a manutenção que o lugar exige. Para manter o local organizado eles trabalham várias horas por semana. Mas garantem que não se cansam de embelezar o sítio. “Para nós, viver bem é mais importante do que ampliar a nossa propriedade. A qualidade de vida e a união familiar não tem preço”. O sítio dos Voght recebem visitantes de diversas regiões que vêm admirar a beleza do lugar.

Bonito e funcional – A propriedade da família Voght não é só bonita. Ela também é eficiente, uma vez que o foco do trabalho no campo é direcionado para alcançar os melhores resultados. Nas últimas três safras, por exemplo, a produtividade média da soja, na propriedade, tem girado em torno de 130 sacas por alqueire. Atualmente, a família mantém 10 vacas da raça holandesa em lactação, o que rende, diariamente, 240 litros de leite. Com a avicultura de corte, os Voght entregam 33 mil frangos a cada 60 dias.

Uma curiosidade no sítio é um rádio que foi instalado na sala de ordenha. Os Voght ligam o aparelho às 5h30 e só desligam às 18h00. É assim em todos os dias da semana, mesmo quando não estão em casa. O aparelho está conectado a diversas caixas de som. Assim o som pode ser ouvido em qualquer ambiente da sede da propriedade.


 Página Inicial   Índice Geral