Site Coamo
Coamo Agroindustrial Cooperativa | Edição 385 | Julho de 2009 | Campo Mourão - Paraná

Alimentos / Comunicação

Em breve, nova indústria de café

Coamo está concluindo obra, instalada no complexo industrial da cooperativa, em Campo Mourão, e prevê ampliação da participação no mercado consumidor

A Coamo colocará em funcionamento, brevemente, a sua indústria de torrefação e moagem de café, instalada no complexo industrial em Campo Mourão, no CentroOeste paranaense. A obra faz parte do programa de investimentos da cooperativa e está em fase final de conclusão. No total, a nova unidade industrial da cooperativa possui 700 metros quadrados de área construída.

O objetivo da cooperativa, com a nova indústria, é ampliar a participação no mercado, já que a nova indústria irá processar, além do Café Coamo, uma nova marca que está sendo lançada pela cooperativa. “Com a torrefação própria e a nova marca, que será lançada em breve, o nosso volume de vendas de café tende a crescer junto ao mercado consumidor”, adianta o superintendente Comercial da Coamo, Alcir José Goldoni.

A nova indústria irá produzir em grande escala. A marca Coamo terá pacotes de 250 e 500 gramas nas versões almofada e a vácuo. Já a nova marca será envasada apenas na versão almofada, nos pacotes de 250 e 500 gramas. “A industrialização visa agregar valor à produção dos nossos cooperados. E com este trabalho, estamos colocando alimentos de alta qualidade na mesa de milhares de consumidores do Brasil e do exterior”, afirma o diretor-presidente da Coamo, José Aroldo Gallassini. Segundo ele, “o café com a marca Coamo é um produto que vem aumentando sua participação no mercado consumidor e com a nova fábrica teremos possibilidade atender novas demandas existentes”.

Prêmio Ocepar de Jornalismo

Quarenta profissionais representaram os veículos de comunicação que atuam nos municípios da área de ação da Coamo no lançamento regional, em Campo Mourão (Centro-Oeste paranaense), no dia 08 de julho, do Prêmio Ocepar de Jornalismo 2009, na sua 6ª edição. O evento, sediado pela Coamo, foi coordenado pelo assessor de Imprensa do Sistema Ocepar, Samuel Zanello Milléo Filho, que destacou a força do cooperativismo no Paraná e a importância da divulgação das ações do sistema pelos veículos de comunicação. “As cooperativas movem a grande engrenagem da economia. Os serviços prestados por elas contribuem de forma direta para que toda uma cadeia produtiva seja fortalecida, gerando emprego e distribuindo renda dentro do nosso Estado”, afirmou Milléo Filho. Para o diretor-presidente da Coamo, José Aroldo Gallassini, “o prêmio é muito importante e valorizado, e uma ótima oportunidade de divulgar as ações do cooperativismo, que cumpre um papel de destaque na sociedade e na nossa economia”.

CATEGORIAS – Com apoio da Unimed e Sicredi, o Prêmio Ocepar de Jornalismo oferecerá um total de R$ 51 mil para os melhores trabalhos nas categorias: “Jornalismo Impresso”; “Telejornalismo”; “Radiojornalismo” e “Mídia Cooperativa”, além de dois prêmios extras nas categorias: “Especial Ramo Crédito” e “Especial Ramo Saúde”.

SUSTENTABILIDADE – O tema deste ano será: “Cooperativas: desenvolvimento sustentável com produtos e serviços de origem garantida”. O objetivo é mostrar as principais iniciativas realizadas pelas cooperativas em seus diversos ramos que dão sustentação à economia, gerando emprego e renda e com produtos e serviços de qualidade garantida, além de serem genuinamente paranaense.

Além de Campo Mourão, o prêmio também foi lançado para profissionais de Curitiba, Ponta Grossa, Apucarana, Maringá, Palotina, Cascavel, Pato Branco e Guarapuava.