barra Site Coamo barra
Coamo Agroindustrial Cooperativa | Edição 362 | Junho de 2007 | Campo Mourão - Paraná

Copa Coamo

Primeiros campeões da Copa Coamo 2007

Nova Arvorezinha, Pinheiro Marcado “A”, Os Transgênicos, Linha Tortelli, Araucária e Garrafão já conquistaram vaga para a grande final da competição e irão representar as regiões Sul/Centro-Sul do Paraná e Extremo-Oeste de Santa Catarina

A edição 2007 da Copa Coamo de Cooperados já começou. Até o fechamento desta edição duas das sete etapas regionais da competição já haviam sido realizadas, apontando os primeiros dez fina-listas do torneio.

Na primeira etapa, realizada no Sul/Centro-Sul, seis campeões foram conhecidos. Eles irão representar a região na final da Copa Coamo 2007, marcada para setembro, em Campo Mourão.

Os primeiros finalistas são as equipes Nova Arvorezinha, por São Domingos, Santa Catarina; pinheiro Marcado A, por Abelardo Luz, também em Santa Catarina; Os Transgênicos, por Palmas, no Sul do Paraná; Linha Tortelli, por Coronel Vivida, no Sudoeste do Paraná; Araucária, por Mangueirinha, no Sul do Paraná; Garrafão, por Candói.

“Foi uma grande festa do cooperativismo, muito aguardada pelos produtores rurais”, disse o diretor-secretário da Coamo, Ricardo Accioly Calderari. Ele acompanhou a regional Sul/Centro-Sul, que reuniu milhares de cooperados, familiares e convidados.

Paulo Gilmar Fuzetto, da Comissão Central Organizadora, destacou os fatores positivos que contribuíram para o sucesso inicial da competição. “Dentro e fora de campo vimos muita alegria e integração entre a Família Coamo”, valorizou.

Balanço – Na regional Sul/Centro-Sul da Copa Coamo foram realizados 117 jogos e 316 gols, com média de 2,7 por partida. O nível disciplinar também foi elogiável, com 43 cartões amarelos e apenas 1 cartão azul.

FALA COOPERADO:

Miguel de Lima, técnico da equipe Araucária, campeã em Mangueirinha – “Conquistamos o título da regional. É sempre um grande prazer participar da Copa Coamo. Quero aproveitar para agradecer por esta grande festa para todos nós. E vamos representar bem a nossa unidade na final da copa”.

Mais 4 finalistas no Oeste do Paraná

Milhares de pessoas que prestigiam a segunda regional da Copa Coamo 2007, numa verdadeira festa da Família Coamo

Dia ensolarado e temperatura agradável. Assim foi o sábado, dia 23 de junho, que marcou a segunda etapa da Copa Coamo 2007. Os jogos movimentaram os co-operados do Oeste do Paraná, com as regionais de Toledo/Dez de Maio, São Pedro do Iguaçu/Ouro Verde do Oeste, Nova Santa Rosa/Vila Nova e Bragantina/Tupãssi. Além dos atletas, destaque também para as milhares de pessoas que prestigiaram a competição, numa verdadeira festa da Família Coamo. Com a realização da regional, foram conhecidos mais quatro finalistas da copa.

Para o diretor-presidente da Coamo, José Aroldo Gallassini, que prestigiou todas as regionais ao lado do diretor-secretário, Ri-cardo Accioly Calderari e do superintendente Administrativo, Antonio Sérgio Gabriel, “a Copa Coamo é um evento aguardado com grande expectativa pelos co-operados. É um projeto de lazer que deu certo”, disse Gallassini, aproveitando para parabenizar os cooperados e familiares que marcaram presença nas regionais.

Campeões – Encerrada a rodada do Oeste, as equipes que representarão a região na grande final da competição são as seguintes: em Toledo/Dez de Maio, Linha Angola “A”; em São Pedro do Iguaçu/Ouro Verde do Oeste, Vera Cruz do Oeste “I”; em Bragantina/Tupãssi, Palmitolândia “B”; e em Vila Nova/Nova Santa Rosa, Unidos Venceremos.

Balanço – Durante a regional, que contou com a participação de 16 equipes, foram realizados 86 jogos e marcados 215 gols, com média de 2,5 por jogo. No fator disciplinar, foram aplicados 38 cartões amarelos, seis azuis e dois vermelhos.

FALA COOPERADO:

Valdecir Belaver, atleta da equipe Linha Tapuí, de Toledo – “A vontade de ganhar é grande, mas a nossa equipe já está com a idade meio avançada. Nos preparamos bem, mas neste ano não deu, de novo. No entanto, acredito que não só para mim, mas para todos nós, participar é mais importante do que ganhar”.
 
Renato Kun, goleiro da equipe Tabajara, de São Pedro do Iguaçu – “Nosso objetivo foi participar do torneio. Nenhum de nós é atleta. Reunimos o time e fizemos dois treinos antes da Copa. Mas o que vale mesmo é a participação e a integração com os nossos amigos. Este é o verdadeiro espírito da Copa Coamo”.
 
Antonio Bianchini, dirigente e atleta da equipe Palmitolândia “B”, de Tupãssi – “Esta é a primeira vez que conquistamos o título da nossa regional. Ficamos oito anos na fila, já que perdemos quatro finais. Agora vamos retomar os nossos treinamentos para representar bem a nossa região na grande final da Copa Coamo”.