barra Site Coamo barra
Coamo Agroindustrial Cooperativa | Edição 362 | Junho de 2007 | Campo Mourão - Paraná

Meio Ambiente

Um ambiente influenciado pelo meio

No dia Mundial do Meio Ambiente uma reflexão sobre as ações sociais que contribuem para a preservação ecológica

O meio ambiente é o conjunto de forças e condições que cercam e influenciam os seres vivos. No dia 05 de junho o mundo come-morou o Dia Mundial da Ecologia e do Meio Ambiente com uma reflexão sobre a educação ambiental, que é um processo de aprendizagem permanente, baseado no respeito a todas as formas de vida. Tal educação afirma valores e ações que contribuem para a transformação humana e social e para a preservação ecológica.

Ações da Coamo – Em relação às leis ambientais a Coamo age rigorosamente dentro de todas as determinações. O agrônomo Djalma Lúcio Oliveira, supervisor Ambiental da cooperativa, esclarece que desde a sua fundação, a Coamo vme tendo grande preocupação com a melhoria do meio ambiente produtivo rural. Segundo Oliveira, “o desempenho da Coamo nos últimos anos, com relação às questões ambientais, tem sido determinante para a melhoria gradual e contínua da conscientização ecológica em todas as atividades desenvolvias pela co-operativa”, diz. Oliveira explica, ainda, que todas as unidades da cooperativa, nos três estados que ela atua (Paraná, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul), são licenciadas ambientalmente.

Parceria – Junto com o Instituto Ambiental do Paraná (IAP), a Coamo vêm intensificando o trabalho de conscientização e preservação do meio ambiente produtivo rural. Recentemente a recomposição da mata ciliar na região de Campo Mourão (Centro-Oeste do Paraná) ganhou um incentivo a mais com a parceria firmada entre a Coamo e o Instituto. Pela iniciativa, somente neste ano, 120 mil mudas foram distribuídas entre os cooperados de nove municípios paranaenses. São espécies de árvores nativas da região, destinadas à recomposição das matas ciliares.

Para Maxuel Cirilo de Oliveira, técnico Ambiental do IAP, a Coamo é um grande parceiro nesse processo de conscientização do produtor rural, mas é preciso que ele esteja recíproco. Conforme Maxuel, “está havendo um grande avanço na recuperação e a preservação das matas ciliares e áreas permanentes, mas ainda precisamos de um respaldo maior por parte da população, em especial do produtor. A Coamo tem feito sua parte e nos ajudado muito neste sentido”, agradece.

Embalagens de defensivos

Dentro dessa preocupação com o meio ambiente, desde 2003 a cooperativa desenvolve o Programa Coamo de Embalagens Vazias de Defensivos Agrícolas. São os associados fazendo a parte deles e contribuindo com a preservação ecológica.

O agrônomo Edvan Abel Moraes, supervisor de Distribuição da Coamo, lembra que o recebimento de embalagens contaminadas vem diminuindo gradativamente. “No primeiro ano, apenas 57% do que recebemos foram consideradas limpas. No entanto, com o intenso trabalho realizado no campo hoje esse número esta realidade mudou: em 2006, por exemplo, foram recebidas 1,54 mil embalagens vazias e apenas 7% estavam contaminadas, ou seja, 93% do total recebido foram lavadas corretamente”, aponta Moraes.

O InpeV – Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias de Defensivos, estabelece que no máximo 10% das embalagens devolvidas podem estar contaminadas. Na Coamo, são 47 postos de recolhimento de embalagens. A cooperativa responde por 19% desse total de postos existentes no Brasil. No Paraná,  são 41 postos da Coamo, ou 70% do número de postos do Estado.