Site Coamo
Coamo Agroindustrial Cooperativa | Edição 426 | Junho de 2013 | Campo Mourão - Paraná

Iniciativa inédita

Coamo vende milho para o Nordeste

Cereal foi enviado pelo Porto de Paranaguá, no Paraná, para atender necessidades de municípios afetados pela seca


A Coamo Agroindustrial Cooperativa embarcou no final de junho pelo Porto de Paranaguá, no Paraná, um total de 31.500 toneladas de milho com destino ao Porto de Pecém, no Ceará. A iniciativa inédita na história da Coamo foi autorizada pelo Ministério dos Portos e tem caráter especial tendo em vista o seu objetivo. Pela operação, o produto será destinado a municípios nordestinos atingidos pela seca.

A Coamo foi a vencedora no processo de leilão promovido pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), e outras ações desta natureza poderão ser realizadas. “É a primeira vez que a Coamo comercializa milho para a região Nordeste do país. Em 1996, a Coamo foi pioneira na exportação do cereal para o mercado externo, mais precisamente para Marrocos, com 40 mil toneladas. Na época, foi uma situação necessária devido os baixos preços do milho no mercado interno. Esta operação resultou no aumento de 10% melhorando a comercialização dos produtores”, explica o presidente da Coamo, José Aroldo Gallassini.

O superintendente da Administração dos Portos de Antonina e Paranaguá (Appa), Luiz Henrique Dividino, explica que o embarque de milho pela Coamo para o Nordeste por meio de leilão da Conab é a primeira realizada pelo porto de Paranaguá. “Esta operação foi regulamentada pela Portaria Nº 59, recém assinada pelo ministro dos Portos, Leônidas Cristino, que determina a prioridade de embarque e desembarque de milho destinado aos portos nordestinos. O objetivo é atender as necessidades da população atingida pela seca”, informa Dividino.


Visitas