Site Coamo
Coamo Agroindustrial Cooperativa | Edição 370 | Março de 2008 | Campo Mourão - Paraná

20º Encontro de Cooperados

Mais de 4 mil na Fazenda Experimental

Produtores aprimoram conhecimentos tecnológicos para melhorar performance no campo, em dia de muito trabalho

Transferir tecnologias testadas e aprovadas é o grande negócio da Fazenda Experimental Coamo. A cooperativa cumpre, e bem, esta função há mais de três décadas. O evento de difusão tecnológica da Fazenda Coamo, que a partir de 1988 passou a ser denominado de Encontro de Cooperados, acaba de completar 20 anos. Realizado anualmente na unidade demonstrativa da cooperativa, em Campo Mourão (Centro-Oeste do Paraná), o encontro é pioneiro no país e considerado um dos mais importantes pelos pesquisadores das mais renomadas instituições da pesquisa brasileira. Neste ano, o encontro aconteceu no período de 07 a 14 de fevereiro, reunindo mais de quatro mil cooperados, de toda a área de ação da cooperativa nos estados do Paraná, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul.

Estações – Diante de 150 trabalhos conduzidos nesta safra pela Fazenda Experimental Coamo, foram selecionados dez temas para a demonstração aos cooperados. O coordenador do encontro e responsável pela unidade, Joaquim Mariano Costa, lembra que os temas abordados nas estações de 2008 foram: variedades de soja RR e convencional; efeitos fisiológicos de produtos: inseticidas, fungicidas e fitotônicos; manejo de doenças em soja, com ênfase para a ferrugem; manejo de doenças em milho; tecnologia de aplicação e adjuvantes;  manejo integrado de pragas em soja e milho; plantas daninhas resistentes e tolerantes aos herbicidas; híbridos de milho e tecnologia de produção; agricultura de precisão; e integração lavoura-pecuária.

Didática de campo – Com uma metodologia simples e própria para apresentação dos resultados da pesquisa, o encontro da Coamo tem como principal objetivo o desenvolvimento dos cooperados. “É um dia de trabalho, preparado para suprir as necessidades de aprimoramento constante do conhecimento dos produtores rurais”, explica Costa. Interessados e participando efetivamente, os cooperados ganham na crescente evolução dos seus processos produtivos, em suas propriedades. “A oportunidade de estar aqui é única. E os cooperados sabem disso e aproveitam o contato com pesquisadores renomados, criadores de tecnologias. Uma verdadeira aula interacionista, onde o aprendizado se constrói em ambos os lados”, revela o presidente da Coamo, José Aroldo Gallassini.

Fala Cooperado:

 

Foco na produtividade

Pesquisadores apresentam detalhes de cultivares convencionais e transgênicas, observando as características específicas de cada região

Um dos principais objetivos do Encontro de Cooperados da Coamo é difundir as novas tecnologias que propiciam aumento no lucro do produtor, facilidades nos controles fitossanitários e melhoria do ambiente produtivo rural. Essa prática, sempre muito bem orientada pela assistência técnica da Coamo, é determinante para o aumento da produtividade e da renda dos cooperados. No encontro deste ano, mais uma vez os associados recebem informações em primeira mão sobre as novidades tecnológicas disponíveis no mercado. Desta forma, eles se mantêm bem informados e aptos a transformar tecnologia em aumento de produção, seja na agricultura ou na pecuária.

Soja para todos os gostos – Carro-chefe entre os cultivos da área de ação da Coamo, a soja compõe grande parte do cenário do encontro. Os ensaios foram direcionados para avaliar o comportamento de campo dos novos materiais desenvolvidos pela pesquisa oficial, sejam eles convencionais e transgênicos. E um dos destaques esteve por conta da estação que demonstrou as cultivares da Embrapa Soja, Fundação Meridional, Brasmax e FT Sementes, totalizando 21 materiais, desde os superprecoces até os mais tardios. Dez deles já estão sendo utilizados pelos produtores, no campo. O restante é novidade no mercado e estarão disponíveis para cultivo da próxima safra.

Características regionais – O engenheiro agrônomo Pedro Moreira da Silva Filho, da área de Transferência de Tecnologia da Embrapa Soja, lembrou que os materiais apresentados aos produtores rurais foram escolhidos conforme as características de cada região, levando em conta o clima, a temperatura e altitude. “O que mostramos aqui é uma purificação de tudo que temos. As variedades escolhidas demonstraram todo o seu potencial e com as características que o produtor gosta de ver com plantas carregadas de vagens e potencial para alta produtividade”, comenta. Silva Filho destacou também o interesse do cooperado Coamo. “Eles fazem muitas perguntas, trocam idéias e informações. Isso é muito bom. É um verdadeiro debate onde todos buscam o máximo de conhecimento”, elogia.

Moreira acredita que em breve as médias de produtividades de soja serão niveladas por cima. Conforme ele, o agricultor está mais acessível à tecnologia, buscando mais informação para ampliar os seus resultados.

Sementes disponíveis – Segundo o agrônomo José Marcelo Rúbio, do Detec da Coamo em Mamborê (Centro-Oeste do Paraná), as variedades de soja apresentadas no encontro tiveram uma aceitação, por parte dos co-operados, maior do que se imaginava. “Além das variedades da Embrapa e Fundação Meridional, que todos os anos estão no experimento, a novidade da estação foi a apresentação de cultivares da FT Sementes e Brasmax”, destacou. O agrônomo lembra que a cooperativa acelerou o processo de introdução de novas variedades de soja e as oito novidades apresentadas na estação já terão sementes disponíveis para a safra 2008/2009.

Projetos da Embrapa Soja

Responsável pelas culturas da soja e girassol no país, a Embrapa Soja tem trabalhado, nos últimos anos, com o foco na biotecnologia, dando ênfase a materiais com tolerância a fatores como a seca, por exemplo. Pelo projeto da instituição, em dez ou 15 anos esta pesquisa estará bem avançada.

Outra meta da Embrapa Soja é buscar alternativas de transgenia, oferecendo novas opções em cultivares geneticamente modificadas para os produtores rurais, observando as características de cada região. A pesquisa também tem investido muito trabalho na busca pela solução da ferrugem da soja, com uma articulação com todos os seguimentos da cadeia produtiva para minimizar os efeitos danosos da doença. Para um futuro próximo este deve ser um grande avanço para a ciência para a agricultura.

A evolução da soja desde o seu início

A 20ª edição do Encontro de Cooperados da Coamo, a exemplo dos eventos anteriores, reservou surpresas para os participantes. Neste ano, uma das grandes novidades foi a estação que mostrou a história da soja, desde o início de reprodução da cultura, que ocorreu na China há 2.800 anos antes de Cristo, até os dias de hoje. Uma iniciativa campeã dos organizadores do evento e que, certamente, não se pode acompanhar em qualquer lugar.

A estação foi montada em parceria com a Embrapa, através do banco de sementes mantido pela instituição. A Coamo conseguiu juntar uma série de variedades de soja que um dia estiveram no mercado e as mais recentes cultivares desenvolvidas pela pesquisa, com nichos específicos para o mercado industrial.

O agrônomo João Roberto Juliani, do Detec da Coamo, explica que os materiais apresentados têm características bem particulares. “É uma estação interessante porque apresenta alguns materiais que marcaram a vida dos produtores de soja. Essa evolução é muito interessante, uma vez que as primeiras variedades além de quase não produzirem ainda tinham uma série de problemas que hoje não existem mais”, comenta.

Os produtores que passaram pela estação consideraram a iniciativa muito importante, porque possibilitou um contato com a história viva da soja. Eles garantiram que o que mais chamou a atenção na estação foram os primeiros materiais introduzidos no Brasil, ainda na década de 60, como as variedades Bossier, Bragg, Santa Rosa e Viçoja, que fizeram parte do início da implantação da cultura no país. “Muitos puderam rever materiais que marcaram época e isso fez com que voltassem rapidamente ao passado, relembrando épocas difíceis, mas inesquecíveis”, assinala o técnico da Coamo.