Site Coamo
Coamo Agroindustrial Cooperativa | Edição 412 | Março de 2012 | Campo Mourão - Paraná

Editorial

A difusão de tecnologias e os bons resultados da Credicoamo

Os associados da Credicoamo são privilegiados duas vezes no início de ano. Como associados da Coamo eles receberam as sobras no dia 13 de fevereiro e uma semana depois, no dia 20, após a realização da Assembleia Geral e aprovação das contas do exercício 2011, comemoraram os bons resultados da sua cooperativa de crédito com o recebimento das sobras no valor superior a R$ 10 milhões, como fruto da movimentação na Credicoamo.

A Credicoamo é o "banco" dos associados da Coamo com uma prestação de produtos e serviços com seriedade, segurança e solidez, e ao final do exercício pode proporcionar aos seus associados resultados positivos e sobras significativas.

Com participação ativa de mais de 9 mil associados atendidos nos seus 24 Postos de Atendimento Cooperativo (PAC) e 8 Postos Correspondentes (PC), a Credicoamo vem financiando as atividades produtivas do seu quadro social, com a manutenção das linhas de crédito, seja com recursos próprios da cooperativa ou através de repasses. Em 2011, a cooperativa aplicou recursos de R$ 516,31 milhões na concessão de financiamentos de crédito rural e em modalidades de empréstimos e financiamentos, com a contratação de 14.927 operações de crédito, que representou crescimento de 24,89% em relação ao ano anterior.

O Seguro Agrícola foi uma importante modalidade que registrou expressivo volume na atuação da Credicoamo em 2011, com importância segurada de R$ 264,91 milhões e crescimento de 34,85%. O seguro agrícola é muito importante, principalmente em um ano como este de grave estiagem, e deve ser encarado como um insumo fundamental e determinante para promover o suporte na cobertura dos custos e amenizar os prejuízos dos produtores.

Na Assembleia Geral da Credicoamo em 17 de fevereiro, os associados aprovaram alterações no Estatuto Social, para adequação à legislação vigente. Uma delas, é a possibilidade dos associados acima de 65 anos retirarem parte do seu capital social e permanecerem como associado, desde que mantenham o valor mínimo exigido para ingresso na cooperativa. Desta maneira, o associado com mais de 10 anos de Credicoamo e com 65 anos de idade, poderá retirar 50% do seu capital social e, após completar 70 anos, poderá retirar o restante do seu capital social. E quando completados os 70 anos de idade, o associado poderá retirar o saldo do seu capital acumulado a cada novo período de dois anos. Por sua vez, o associado com idade igual ou superior a 70 anos de idade, mesmo que não tenha completado dez anos de sócio também poderá retirar o seu capital social. Este importante benefício estará disponível aos associados da Credicoamo a partir do dia 1º de julho deste ano.

Também na Assembleia da Credicoamo foi lançado um importante projeto, o "Moradia Feliz". Pensamos na melhoria da qualidade de vida e no bem-estar dos associados e familiares, que podem financiar com condições especiais e sem burocracias a aquisição, construção ou até mesmo a ampliação ou reforma de imóvel residencial urbano ou rural, em alvenaria.

Tecnologia – Neste Jornal Coamo destaque para o 24º Encontro de Cooperados na Fazenda Experimental Coamo, que é uma referência no gênero em nosso país e reuniu mais de 4 mil pessoas entre cooperados, técnicos e pesquisadores. Aos participantes foram apresentadas as novidades tecnológicas para a difusão de uma agricultura de vanguarda com produtividades, que despertou grande interesse dos cooperados. Este encontro é um dia de trabalho valorizado pelo quadro social, que além do trabalho da nossa equipe técnica contou com o apoio e presença direta de pesquisadores das principais entidades da pesquisa públicas e privadas do país.

Safra – Mais de 70% da produção desta safra de verão 2011/12 já foi colhida na região da Coamo apresentando produtividades abaixo da média normal, em função da forte estiagem. Mas, mesmo assim, em algumas regiões houve oscilações climáticas e os produtores conseguiram colher médias até satisfatórias se consideradas a ocorrência de chuvas irregulares. Por sua vez, obedecendo ao zoneamento agrícola os cooperados já semearam a segunda safra de milho, que nesta safra deverá ter aumento de 7% na área plantada com o cultivo de cerca de 600 mil hectares. Há alguns anos o plantio do milho deixou de ser "safrinha" para ser uma safra normal, então vamos torcer para que sejam boas as condições climáticas, o desenvolvimento da lavouras, as colheitas e os preços sejam satisfatórios no momento da comercialização.

Código Florestal – Quando tudo parecia caminhar para um final feliz com a aprovação do novo Código Florestal Brasileiro (PL 1876/99) pela Câmara dos Deputados, foi adiada a votação motivada pela mudança no comando das lideranças do governo na Câmara e no Senado. A votação estava prevista para o início deste mês, após ter sido aprovada pelos deputados em maio de 2011, em seguida pelo Senado; e agora há a necessidade da Câmara avaliar as alterações feitas pelos senadores. Esperamos que esta situação que vem se arrastando infelizmente há um bom tempo seja resolvida de uma vez por todas para a paz e a tranquilidade no campo em benefício de milhares de produtores rurais do nosso país.

José Aroldo Gallassini, diretor-presidente da Coamo