Especial
Credicoamo firma parceria com BRDE

Cooperados terão acesso a recursos para financiamentos de máquinas e implementos agrícolas, fertilidade e correção do solo

Cooperados da região de atuação da Credicoamo prestigiaram a solenidade, realizada em Campo Mourão
 
Dr. Aroldo Gallassini assina parceria, juntamente com o diretor financeiro do BRDE, Antonio Carlos Pareira de Araújo

Araújo: "a Coamo e a Credicoamo são referências não só para o Paraná, mas também para o Brasil

Dr. Aroldo, Antonio Araújo, Sérgio Panceri, Lindamir Quech, Dr. Ricardo Calderari, Rosicler Vôos: diretorias da Credicoamo e BRDE juntas

Os cooperados Getúlio Ferrari, ênio Pasquali e Inácio Monegat: os primeiros beneficiados, com Antonio Araújo e o Dr. Antonio Gallassini

A Cooperativa de Crédito Rural Coamo Ltda., Credicoamo, firmou no dia 01 de novembro um termo de cooperação técnica com o BRDE - Banco de Desenvolvimento do Extremo Sul, que visa disponibilizar linhas de financiamento de longo prazo, com recursos do BNDES - Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social. Os recursos poderão ser utilizados pelos cooperados da Credicoamo para aquisição de máquinas e implementos agrícolas, fertilidade e correção do solo.

"É mais um importante mecanismo para obtenção de recursos financeiros de longo prazo para financiar o desenvolvimento tecnológico dos cooperados na busca constante do aumento da produtividade e renda no campo", lembrou o diretor presidente da Coamo e Credicoamo, engenheiro agrônomo José Aroldo Gallassini. Acompanhado pela diretoria do BRDE e por centenas de cooperados da Credicoamo, Gallassini assinou o termo de cooperação em solenidade realizada nas dependências da Associação Recreativa dos Funcionários da Coamo (Arcam), em Campo Mourão. "A parceria com o BRDE agiliza a liberação dos recursos e simplifica os procedimentos", garantiu o presidente da Credicoamo.

Na solenidade de lançamento da parceria Credicoamo e BRDE, os cooperados Getúlio Ferrari Júnior, Inácio Monegat e Enio Pasquali, assinaram os primeiros financiamentos, resultantes de um projeto-piloto para validar a estrutura das operações visando a definição dos procedimentos e a agilização do fluxo operacional.

Os financiamentos serão repassados aos cooperados através dos programas Moderfrota e Prosolo. Os limites acordados, para o Moderfrota são os seguintes: para receita anual até R$ 250 mil, o produtor poderá financiar até 100% do valor com juros de 8,75% ao ano; para receitas iguais ou maiores que R$ 250 mil, o produtor poderá financiar até 90% do valor com juros de 10,75% ao ano. O prazo de pagamento para o Moderfrota é de até seis anos. No caso do Prosolo, poderá ser financiado até 100% do valor, independente da receita do produtor, mas limitado a R$ 80 mil por ano. O prazo de pagamento é de até cinco anos, com juros de 8,75% ao ano.

O presidente da Credicoamo, Dr. Aroldo Gallassini, usando da palavra no evento, lembrou da participação e importância do BRDE para a difusão e desenvolvimento do cooperativismo. "Os cooperados da Credicoamo ganham com mais este importante benefício, com esta parceria, a Credicoamo completa o seu leque de serviços necessários para o atendimento a demanda das necessidades dos seus cooperados", disse. 

O diretor financeiro do BRDE, Antonio Carlos Pereira Araújo falou disse que a Coamo e a Credicoamo são referências não só para o Paraná, mas também para o Brasil. "Pelos resultados e expressão no cenário estadual e nacional, o cooperativismo é um segmento muito importante para a nossa economia", conclui.