barra Site Coamo barra
Órgão de divulgação da COAMO Agroindustrial Cooperativa | Edição 345 | novembro de 2005 | Campo Mourão - Paraná

Especial

Dr. Aroldo é “filho” de Mangueirinha

PRESIDENTE DA COAMO É HOMENAGEADO COM TÍTULO DE CIDADÃO HONORÁRIO PELA CÂMARA MUNICIPAL

Autoridades, lideranças, empresários e representantes da comunidade, além de cooperados, diretores e funcionários da Coamo Agroindustrial Cooperativa, prestigiaram no dia 18 de novembro, em Mangueirinha (Sudoeste do Paraná), a solenidade de entrega do Título de Cidadão Honorário ao presidente e idealizador da Coamo, engenheiro agrônomo José Aroldo Gallassini. A sessão solene da Câmara de Vereadores de Mangueirinha, realizada especialmente para a entrega da honraria, teve palco no Clube Planalto do Iguaçu e contou com a presença de 250 pessoas de toda região.

O autor da proposta, aprovada por unanimidade pela Câmara Municipal, foi o prefeito do município de Mangueirinha, Miguel Carlos Rodrigues de Aguiar. Para ele, a homenagem é um reconhecimento justo da população para com a pessoa de Gallassini e a Coamo, pelo desenvolvimento que a cooperativa trouxe à região. “O Dr. Aroldo é uma pessoa ímpar. Estamos cientes de sua fidelidade para com a sua causa, que é o cooperativismo e a agricultura como um todo. Mangueirinha sente-se honrada de tê-lo como cidadão. Essa homenagem é justamente para homens como ele”, reconhece.

O presidente da Câmara de Vereadores, Augusto Cezar Diavão, é da mesma opinião. Ele diz que é uma satisfação fazer do presidente da Coamo um “filho” de Mangueirinha. “Sem dúvida é um titulo muito merecido e que nos enche de orgulho, em especial aos agricultores. Quando votamos à aprovação da homenagem estávamos todos conscientes da importância dessa horária e do merecimento do Dr. Aroldo”, revela.

 

Cinco unidades – O homenageado da noite, Dr. Aroldo Gallassini, lembrou que quando a Coamo chegou à Mangueirinha, há 27 anos, o município era pouco estruturado e não oferecia muitas condições de desenvolvimento. “Hoje a história é bem diferente. A Coamo possui hoje cinco unidades no município, quase 700 cooperados e um grande volume de produção de sementes”, valoriza.

Para o presidente da Coamo, ser considerado “filho” de uma terra tem um grande valor. “Eu me sinto profundamente honrado e confesso que emocionado. É um reconhecimento que vem de fora, desprovido de qualquer. Quero aproveitar para agradecer a todos pela homenagem. Qualquer pessoa que tenha um trabalho reconhecido pela sociedade deve ficar satisfeito”, agradece.

Apoio parlamentar – Os deputados estaduais Augustinho Zucchi e Antonio Martins Anibelli, também estiveram na sessão solene. Para Zucchi, a Coamo é um exemplo de cooperativismo para o Paraná e o Brasil, servindo de referência nacional e internacional, principalmente pela sua condução por um braço forte e competente. “A homenagem é mais do que justa e um reconhecimento da agricultura para com a Coamo. É um reconhecimento do trabalho dedicado e acima da tudo da dimensão que tem a Coamo para a agricultura de Mangueirinha, do Paraná e do Brasil”, ressalta.