Site Coamo
Coamo Agroindustrial Cooperativa | Edição 377 | Outubro de 2008 | Campo Mourão - Paraná

Reconhecimento

Coamo entre as mais admiradas do país

Em ranking da revista Carta Capital, cooperativa aparece em primeiro lugar entre as empresas do agronegócio brasileiro

Pelo segundo ano consecutivo, a Coamo foi premiada pela revista Carta Capital como empresa destaque no setor do agronegócio brasileiro, na 11ª edição de As Empresas Mais Admiradas do País. O ranking foi divulgado no dia 20 de outubro, em São Paulo, durante solenidade que reuniu lideranças da economia nacional, além do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, oito ministros, vários governadores, senadores e deputados e um público de mil pessoas. A cerimônia premiou empresas de 45 setores da economia.

O diretor-presidente da Coamo, José Aroldo Gallassini, recebeu o prêmio das mãos do ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Miguel Jorge. “É um orgulho para a Coamo receber esta honraria de uma das mais importantes revistas de economia do país. Este reconhecimento demonstra que o trabalho desenvolvido pela Coamo está no caminho certo”, comemora Gallassini.

Valorização – Para Nestor Ocimar Bisi, presidente da Associação Comercial e Industrial de Campo Mourão (Acicam), o resultado conquistado pela Coamo representa a consolidação do trabalho promovido com ética, compromisso e responsabilidade social. “É muito bom ver que a Coamo no pódio entre as melhores do Brasil, sendo uma empresa genuinamente do interior do Paraná, nascida há 38 anos da vontade de 79 agricultores que um dia sonharam e acreditaram na força da cooperação. Esta premiação confirma que o sucesso não acontece por acaso, é fruto de muito trabalho, ética e responsabilidade”. O prefeito de Campo Mourão, Nelson José Turek revela que a Coamo é uma empresa que significa responsabilidade social e agregação de valor. “A nossa cidade e a nossa região tem um sentimento muito forte de gratidão pelo que a Coamo representa”.

Mercado – Especializada na produção de grãos e fibras, a Coamo responde por 17% da safra paranaense, desempenho que a co-loca em primeiro lugar em produção no país. Em 2007, seu faturamento foi de R$ 3,5 bilhões de reais. Além do processamento de soja, a Coamo investe em linha própria de produtos de varejo, como margarinas, óleo de soja, farinha de trigo e café.