Site Coamo
Coamo Agroindustrial Cooperativa | Edição 377 | Outubro de 2008 | Campo Mourão - Paraná

União Familiar

O cooperativismo na vida dos Schuelter

Família de Manoel Ribas dá exemplo de união em torno do trabalho e constrói história de sucesso em parceria com a Coamo

Ao chegar ao sítio Pinhalzinho, da família Schuelter, na região conhecida como Barra Azul, em Manoel Ribas (Centro do Paraná), uma recepção calorosa anuncia a união familiar em torno do trabalho no campo. Catarinense de Braço Norte, o cooperado Irineu Schuelter, patriarca da família, chegou à região em 1948. Hoje, ao lado da esposa Alvina, dos sete filhos, genros e noras, 21 netos e um bisneto faz questão de afirmar que utiliza a filosofia cooperativista para se desenvolver pessoal e profissionalmente.

Os filhos Danilo, Wilson e Nilton, trabalham em parceria com o pai, na condução de 68 alqueires, enquanto as quatro filhas, Maria, Zenita, Carmelita e Marli, ao lado dos maridos, produzem em áreas separas. No entanto, quando é necessário ele se unem e o trabalho é dividido por igual. Na família são dez cooperados. Os Schuelter cultivam soja, milho, trigo e feijão, e ainda produzem leite, frangos e suínos.

‘Seo’ Irineu faz questão de deixar claro que é feliz vivendo ao lado da grande família que construiu e não se cansa de agradecer a Coamo pela parceira vitoriosa de tantos anos. “Me associei em 1984, ainda em Pitanga, antes da chegada do entreposto aqui na cidade. Não só eu como toda a região se desenvolveu muito com o apoio da cooperativa”, agradece o cooperado, que não abre mão do uso de tecnologia e está sempre aberto as orientações da assistência técnica.

Início – Como tudo no começo é difícil, para a família Schuelter não foi diferente. Eles lembram que, de início, adquiriram 12 alqueires e começaram a trabalhar com muita dificuldade. ‘Seo’ Irineu afirma que a vida deles começou a progredir depois que a Coamo se instalou na região. “Foi quando passamos a ter apoio e tudo ficou melhor”, comenta o cooperado.

Na época, a os Schuelter não produzia mais que 90 sacas de soja e 100 de milho por alqueire. Hoje a produção média é de 160 sacas de soja e 380 de milho.

Danilo, um dos filhos, que já participou do Programa Jovens Líderes Cooperativistas, desenvolvido pela Coamo, diz que existe um verdadeiro espírito de cooperação dentro da família. “Somos muito unidos. Trocamos ser-viços e estamos sempre nos amparando para avançar na atividade. Até mesmo na hora de tomar as decisões nos reunimos e tentamos acertar da melhor forma, sempre orientados pela assistência técnica da cooperativa”, salienta.

Comemoração – Uma grande festa está sendo programada pela família Schuelter para comemorar os 50 anos de casamento do ‘seo’ Irineu e dona Alvina. O evento acontecerá em breve e toda a família já se prepara para celebrar a feliz união do casal Schuelter.