Site Coamo
Coamo Agroindustrial Cooperativa | Edição 388 | Outubro de 2009 | Campo Mourão - Paraná

Copa Coamo

Dez edições. Você viu, você fez!

Dezesseis anos se passaram. Neste período, 10 edições. Em todas elas, centenas de times; milhares de atletas; dezenas de milhares de pessoas envolvidas diretamente, entre cooperados, familiares e comunidade. É a Copa Coamo de Cooperados – Futebol Suíço chega a 2009, consolidada como um projeto de lazer que deu certo, e revelando o talento para a prática do bom cooperativismo, na cabeça e no pé. O resultado desta interação não poderia dar em outra, senão no maior evento esportivo rural do Brasil

No final do mês de setembro todas as atenções da Família Coamo se voltaram para a festa de encerramento do maior evento esportivo rural do Brasil: a Copa Coamo de Cooperados – Futebol Suíço. Neste ano, a competição foi disputada na sua 10ª edição e repetiu o sucesso das anteriores. Em números, o balanço final revela a grandiosidade de um dos mais importantes projetos sociais da cooperativa: 500 equipes, 7.500 atletas, 25 mil pessoas envolvidas diretamente, entre cooperados, familiares e comunidade, e dois mil voluntários. A grande festa do cooperativismo, que acontece a cada dois anos, já faz parte da vida dos milhares de homens e mulheres que colaboram para a construção do presente e do futuro.

Instituída em 1993, a Copa Coamo foi realizada anualmente, até 1995. A partir daí, a competição passou a ser promovida a cada dois anos. Com a edição de 2009, o projeto completou 16 anos. Consolidado, a copa tem feito história em todos os municípios da área de ação da co-operativa, estando, sempre, entre as maiores festas que envolvem as comunidades locais.

O calendário de jogos é sempre muito aguardado pelos cooperados. A maioria deles se pro-grama para participar da grande festa, montando as equipes e até mesmo as torcidas organizadas. Neste ano, a copa começou no dia 13 de junho, se estendendo até o dia 26 de setembro. Até a grande final, foram três meses de competição. Neste período, a bola rolou 1.320 minutos. E os cooperados-atletas marcaram 1.757 gols em 699 jogos.

Acompanhe, nesta edição, um pouco do que foi a 10ª edição da Copa Coamo nas suas sete fases classificatórias. Também, confira um balanço da festa realizada no encerramento da competição, quando os 33 campeões regionais disputaram o título do maior evento esportivo rural do Brasil.

Santa Catarina: cenário do cerimonial final

O litoral, a ponte Hercílio Luz, a Lagoa da Conceição, as personalidades e as indústrias fizeram parte da homenagem da Copa Coamo ao povo catarinense

Mais de três mil pessoas prestigiaram a grande festa de encerrou a 10ª Copa Coamo de Co-operados – Futebol Suíço. O cerimonial final e os jogos que decidiram o título do maior evento esportivo rural do país aconteceram no dia 26 de setembro, na sede da Associação dos Funcionários da Coamo (Arcam), em Campo Mourão. Neste ano, todas as homenagens foram direcionadas para o Estado de Santa Catarina. O povo catarinense foi retratado em um grande cenário composto por belezas naturais, obras arquitetônicas e projetos culturais (o litoral, a ponte Hercílio Luz, a Lagoa da Conceição, as personalidades e as indústrias) que revelaram toda a grandiosidade de um dos mais fascinantes estados brasileiros.

“Um Estado com praias de areia branca, matas tropicais e serras nevadas. Pescadores açorianos, agricultores italianos e industriais alemães. Uma terra de belos e definitivos contrastes, e por isto mesmo, tão fascinante”. Este foi o enunciado que abriu o roteiro do cerimonial final da Copa Coamo 2009, e deu o tom emocionante que se seguiu durante boa parte da manhã, numa programação que encantou todos os presentes ao ginásio da Arcam. Dentre os quais, estavam os atletas e dirigentes dos 33 times campeões nas sete etapas classificatórias, realizadas em diversas regiões dos estados do Paraná, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul, além do público, que reuniu cooperados, familiares e autoridades.

UMA FESTA DE GRANDES CAMPEÕES – O cerimonial final da Copa Coamo reuniu mais de três mil pessoas no ginásio de esportes da Arcam e foi marcado por momentos de beleza e criatividade. O coral Grupo Amigo de Canto Alemão, foi a primeira atração do dia. Convidado especialmente para o evento, o grupo veio da cidade catarinense de Brusque, e apresentou canções típicas da cultura alemã. Em seguida foi a vez das madrinhas das delegações. Elas apresentaram uma coreografia com as bandeiras dos municípios representados pelas 33 equipes finalistas da Copa Coamo 2009. Depois, o grupo folclórico Volkstanzgruppe, da cidade catarinense de Blumenau, animou o público presente com danças típicas da colônia alemã e uma surpresa: a distribuição de chopp entre os presentes no ginásio da Arcam. Na seqüência, aconteceu o desfile das delegações, o hasteamento das bandeiras, o juramento do atleta e o acendimento da pira olímpica.

O Juramento do Atleta foi proferido pelo cooperado Gilberto Griss, da equipe Linha Cascata, de São Domingos (Santa Catarina), e a condução do fogo simbólico e acendimento da pira olímpica ficaram por conta do cooperado Danilo Schuelter, da equipe Castelo, de Manoel Ribas (Paraná).

BELEZAS REVELADAS – O cenário catarinense construído no palco do ginásio de esportes da Arcam foi revelado de forma emocionante. Aos poucos uma imensa cortina de tecido foi sendo retirada e os presentes puderam contemplar as belezas de Santa Catarina. Entre as imagens e personagens que compuseram o cenário ao redor da pira olímpica – que representou as chaminés das indústrias catarinenses, estava o litoral; a ponte Hercílio Luz; a mulher rendeira; a Lagoa da Conceição e a figueira, árvore centenária e frondosa que deu origem ao nome ao time de futebol Figueirense. A presença de crianças no cenário representou diversas personalidades catarinenses, entre elas o tenista Gustavo Kurten e a ex-Miss Brasil Vera Fischer. Por fim, a composição também mostrou o potencial industrial do Estado de Santa Catarina, com pontos industriais localizadas em diversos centros catarinenses.

TRABALHO COM DEDICAÇÃO INTEGRAL – Os monumentos em torno da temática final da Copa Coamo 2009 foram idealizados e construídos por funcionários da Coamo, a partir de materiais reciclados. Da concepção da ideia até a finalização e montagem dos projetos, a equipe, coordenada por Auri Salvador, do Departamento de Serviços e Eventos, trabalhou cerca de cinco meses e mobilizou 20 pessoas. Todo o trabalho foi desenvolvido dentro da Gerência de Engenharia da Coamo. Cerca de 2,5 mil toneladas de material – a maior parte de chapas de metal, foi utilizada na concretização dos projetos.

Catarinense de Brusque, Gallassini se emociona

A homenagem a Santa Catarina encantou e emocionou todos os presentes ao ginásio da Arcam. Enquanto as atrações se revezavam no palco ou na quadra, muitos reavivaram na memória lembranças da sua terra natal. Um deles, em especial, fez questão de revelar a emoção sentida durante o cerimonial final da Copa Coamo 2009. Natural de Brusque, na região Nordeste catarinense, no Vale do Itajaí – aonde viveu com a família até a idade universitária, o diretor-presidente da Coamo e presidente de honra da Copa Coamo, José Aroldo Gallassini, disse que foi como voltar ao passado. “Todos estão de parabéns. A nossa dedicada e comprometida equipe caprichou nos detalhes, o que encheu os nossos corações de alegria e orgulho. Pude relembrar uma parte da minha vida e dividir, com quem ainda não conhecia, um pouco da história de Santa Catarina, materializada em seus aspectos econômico, turístico e cultural”, valorizou.

Gallassini abriu a festa do cooperativismo realçando a importância da copa para a Coamo. “É um projeto de esporte e lazer que deu certo”, destacou. O presidente da Coamo enalteceu, ainda, que toda a estrutura disponibilizada durante os jogos objetiva a integração e o fortalecimento da união entre a família cooperativista. “Por isso, é uma grande honra para a Coamo promover este evento, sempre contando com o apoio e a participação do quadro social”, finalizou Gallassini.

 

 

Os temas da copa catarinense

Potencial econômico, cultural, social e turístico foram focados no cenário montado para apresentar o Estado de Santa Catarina