Site Coamo
Coamo Agroindustrial Cooperativa | Edição 419 | Outubro de 2012 | Campo Mourão - Paraná

Editorial

O Novo Código Florestal

A atuação feminina no cooperativismo praticado pela Coamo é destacada nesta edição do Jornal Coamo com reportagem mostrando a participação de 1.500 mulheres entre cooperadas, esposas e filhas de cooperados no Programa de Integração da Família Cooperativista, o “FamíliaCoop”. O slogan do programa foi “Família cooperada conhecendo melhor a sua cooperativa” com foco na maior aproximação e integração das mulheres no cooperativismo e no agronegócio.

Considero este evento muito importante, ele é tradicional na Coamo sendo promovido há vários anos e vem atingindo os objetivos de valorizar as mulheres cooperativistas e oportunizar o aumento no conhecimento da filosofia e dos benefícios do cooperativismo e também da estrutura, funcionamento e atividades que a Coamo desenvolve para o desenvolvimento integral da família cooperada.

A participação dos cooperados e familiares na Coamo é um dos pilares fundamentais para a conquista e a manutenção do sucesso da Coamo. No caso das mulheres, a Coamo valoriza cada vez mais sua atuação, haja vista, o grande número de eventos educacionais e sociais (cursos, reuniões e palestras), programados anualmente nas comunidades para melhor informar e orientá-las no campo e na cidade, visando a melhoria da qualidade de vida nos ambientes produtivo rural e familiar.

A presidente da República, Dilma Roussef, sancionou neste mês, a lei do Novo Código Florestal Brasileiro vetando nove artigos que foram aprovados anteriormente no Congresso Nacional. O sistema Ocepar avalia como um marco regulatório para o setores produtivo e ambiental o novo Código Florestal, que começou há mais de uma década e foi encerrado no dia 18 de outubro com a publicação no Diário Oficial da União.

Um dos itens da lei diz respeito ao Cadastro Ambiental Rural (CAR) e o seu sistema de gerenciamento, além de estabelecer normas de caráter geral ao Programa de Regularização Ambiental (PRA). Segundo informações, este cadastro será feito por imóvel (propriedade) e entrará em vigência somente um ano após sua regulamentação, mas a data ainda não foi definida.

De uma maneira geral, a Ocepar considera que o texto do Novo Código Florestal Brasileiro não é o ideal, mas é um avanço em relação as leis anteriores. Porém, para colocá-lo em prática certamente serão necessárias adequações em vários aspectos, já que também faz-se necessário o conhecimento do detalhamento da regulamentação.

O que o produtor brasileiro espera e quer paz e segurança jurídica para fazer o que mais sabe e gosta: plantar e produzir alimentos com qualidade para o Brasil e o mundo. E é exatamente isso que ele está fazendo nesta época, semeando as sementes da nova safra 2012/13 em solo fértil com otimismo e tecnologia, almejando a colheita de boas produtividades e o lucro na atividade.