Site Coamo
Coamo Agroindustrial Cooperativa | Edição 419 | Outubro de 2012 | Campo Mourão - Paraná

FamíliaCoop

O valor das mulheres no cooperativismo

Coamo valoriza a atuação feminina por meio do programa de Integração da Família Cooperativista que reuniu 1.500 mulheres em Campo Mourão

A atuação feminina tem crescido nos últimos anos. Desde a Revolução Industrial, em 1789, a luta não parou. A mulher tem buscado mais espaço e igualdade. O mundo atual, vive um cenário bem diferente de séculos passados. Apesar de preconceitos ainda enfrentados, elas já dirigem ônibus, pilotam aviões e administram grandes empresas, cidades e países. São também mães, donas de casa, enfim, mulheres multifuncionais. E na agricultura, o contexto não é diferente. O número de cooperadas, esposas e filhas de cooperados que apóiam e trabalham diretamente com esposos e familiares, ou administram as propriedades rurais tem crescido.

Consciente da importância da mulher para o desenvolvimento do cooperativismo e do agronegócio, e com o alicerce e foco voltados para a integração familiar, e a importância que essa união agrega para o cooperativismo, a Coamo realizou em outubro a edição 2012 do Programa Coamo de Integração da Família Cooperativista (FamíliaCoop). Um grande evento entre os que a Coamo promove anualmente para capacitar e ajudar a melhorar a qualidade de vida de milhares de mulheres nas comunidades.

Na agenda do programa, as 1.500 participantes, que vieram em 30 delegações de todas as regiões da cooperativa e representaram os entrepostos do Paraná, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul, tiveram um contato direto com a diretoria da Coamo na administração central e aumentaram o conhecimento sobre a estrutura e os benefícios que a cooperativa disponibiliza para o sucesso da família cooperada na condução e administração dos negócios. “Com este programa pretendemos valorizar, fortalecer, integrar e incentivar ainda mais a participação da mulher na vida da Coamo. Foi um evento muito importante que possibilitou uma maior integração onde elas ficaram sabendo mais sobre o cooperativismo e o dia-a-dia da Coamo”, avalia José Aroldo Gallassini, Presidente da Coamo.

Gestão e administração

Participantes conhecem a estrutura e funcionamento da Coamo, além de trocarem informações e conhecimento com mulheres de todas as regiões da cooperativa

Longe de casa, mas não livres da tarefa de acordarem cedo. Num esforço que valeu a pena. Foi assim, durante uma semana, entre os dias 1 e 5 de outubro, que diariamente 300 mulheres passaram o dia na cooperativa. Elas chegaram à cooperativa e foram recepcionadas pela diretoria da Coamo. Em seguida, participaram de uma palestra com o presidente da Coamo, José Aroldo Gallassini, que explicou o funcionamento da Coamo e do agronegócio, apresentando para as participantes a estrutura administrativa da cooperativa. As visitantes também tiveram uma palestra sobre o valor da mulher e conheceram as instalações do Parque Industrial Coamo.

Ana Lúcia Tremlisk de Souza, que veio de Reserva, região Centro do Paraná, para participar pela primeira vez, elogia o evento. “Esse programa é muito importante para nós cooperadas e esposas de cooperados. Nesse momento a Coamo conseguiu mostrar que a mulher tem muito valor no agronegócio. Além de ampliar o conhecimento sobre a cooperativa, integrando as famílias, aumentou muito a auto-estima da mulher”, afirma Ana Lúcia.

Entendendo sobre comercialização

Uma dúvida comum não só das mulheres, como também de muitos leigos no assunto é a comercialização dos produtos agrícolas. Durante a visita, as cooperadas, esposas e filhas de cooperados entenderam essa sistemática, desde a entrega da produção na cooperativa até o momento final da comercialização.

Valorização feminina

As visitantes participaram de uma palestra ministrada pela encarregada do setor de Seleção e Desenvolvimento, da gerência de Recursos Humanos, Ercília Schmidt dos Santos. O momento buscou trabalhar três aspectos. O 1º, a integração da mulher no cooperativismo como parceira do esposo na propriedade rural. O 2º, relacionado a postura da mulher como esposa, mãe e parceira. E, o 3º, trabalha a autoestima da mulher. “Cada situação exige uma postura diferente. A mulher precisa se sentir bem para agir de forma correta e estar motivada. A palestra trabalhou para a melhora da qualidade de vida de cada uma delas, sempre procurando considerar que cada uma tem uma forma de viver”, explica Ercília.

A transformação dos Alimentos Coamo

As visitantes também conheceram as indústrias da cooperativa. Elas observaram de perto o processo de fabricação dos Alimentos Coamo. O roteiro começou pela Fiação de Algodão, torrefação dos cafés Coamo, Sollus e Coamo Premium, o refino e o envase do óleo de soja Coamo, até chegar na produção de margarinas e gorduras Coamo e o creme vegetal Primê.

A qualidade do processo de produção dos Alimentos Coamo é valorizada pelas cooperadas. Irene de Almeida Garcia, de Quarto Centenário, região Centro-Oeste do Paraná, diz que ficou impressionada com a segurança e higiene que os alimentos da cooperativa são produzidos. “Eu sempre comprei Alimentos Coamo. Na minha casa tudo é Coamo e conhecer como eles são fabricados visando sempre a qualidade me surpreendeu”, ressalta.

Após conhecer o Parque Industrial da Coamo, a diretoria encerrou os eventos com a certeza da satisfação das mulheres e da importância do programa para o sucesso do cooperativismo praticado pela Coamo.

Mulheres prestam homenagem à Diretoria

Participantes aproveitaram encontro para entregar uma carta de agradecimento ao presidente da Coamo, José Aroldo Gallasini

O terceiro dia do Programa de Integração da Família Cooperativista, o “FamíliaCoop”, começou com uma homenagem surpresa à diretoria da Coamo. Após o audiovisual da Coamo e antes da abertura oficial pelo presidente Dr. Aroldo Gallassini, a esposa de cooperado, Marisa Mior Acorsi, optante de Coronel Vivida, no Sudoeste do Paraná pediu a palavra, diante da diretoria presente – Dr. Aroldo, Dr. Cláudio e Dr. Ricardo.

Marisa Acorsi emocionou a diretoria manifestando a gratidão das mulheres em visitar e conhecer a Coamo, em Campo Mourão. “Este evento representa muito para nós, pois aumenta o relacionamento interpessoal e a integração da família cooperada.” Segundo ela, a Coamo vem agregando, beneficiando e demonstrando o compromisso de melhorar na prática a agricultura sustentável. “Sabemos que estamos sujeitos a nos depararmos com diversos desafios. Porém, ter a Coamo do nosso lado faz a diferença. É uma cooperativa que transmite confiança e sustentabilidade para o produtor rural. Agradecemos a diretoria e toda a sua equipe de colaboradores pelo trabalho idôneo realizado em todas as suas unidades” finalizou a cooperada.

EMOÇÃO – Após receber a carta de agradecimento assinada por todas as mulheres da delegação de Coronel Vivida e Candói, o presidente da Coamo falou às presentes das unidades paranaenses de Mangueirinha, Palmas, Coronel Vivida, Candói, Cantagalo, Pinhão e Guarapuava; de São Domingos e Abelardo Luz, por Santa Catarina, e pelo estado do Mato Grosso do Sul, das unidades de Amambaí, Caarapó, Laguna Carapã, Aral Moreira e Maracaju. “A gente fica emocionado em receber um agradecimento desse jeito, espontâneo, é um reconhecimento que nos emociona muito e agradecemos com o trabalho e a dedicação, que é o que sabemos fazer em prol dos nossos cooperados e familiares”, disse Dr. Aroldo, feliz com os elogios ao trabalho da diretoria e funcionários da Coamo.

Avaliação positiva

O presidente da Coamo, José Aroldo Gallassini, conta que esse programa da Coamo já aconteceu outras vezes e desde que começou vem trazendo resultados positivos para o sistema cooperativista. “Não dá para dimensionar o quanto ele é válido. Mas, tem algo muito importante. Dá uma noção para as mulheres do que é o cooperativismo e elas podem discutir em casa tudo que se faz na Coamo, pois participaram de todo um processo para entender melhor o que se faz na cooperativa. É a valorização da mulher.”, explica Gallassini.

Encontro em imagens

FALA MULHER