Site Coamo
Coamo Agroindustrial Cooperativa | Edição 430 | Outubro de 2013 | Campo Mourão - Paraná

Mídia Cooperativista

10º Prêmio Ocepar de Jornalismo é lançado com novidades

Ao completar 10 anos, o Prêmio Ocepar de Jornalismo traz várias novidades, como aumento no valor total dos prêmios e novas categorias. O lançamento da décima edição foi durante um almoço realizado no dia 24 de setembro, na sede do Sistema Ocepar, em Curitiba. “O Prêmio é reconhecido pela Associação Nacional de Jornais (ANJ) como um dos melhores do Brasil, devido à sua continuidade e forma como é realizado. Completar 10 anos é uma conquista, não só para a Ocepar, mas para as cooperativas em geral”, afirmou o coordenador de Comunicação do Sistema Ocepar, Samuel Milléo Filho. A iniciativa conta com patrocínio do Sicredi Paraná e Unimed Paraná, e apoio dos Sindicatos dos Jornalistas Profissionais do Paraná e do Norte do Paraná e Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj).

VALOR DOS PRÊMIOS - O 10º Prêmio Ocepar de Jornalismo tem como tema “Cooperativismo no Paraná”. Ao todo, serão distribuídos R$ 62 mil em prêmios, já descontados os tributos. O valor é 17% superior ao do ano passado, quando foram repassados R$ 53 mil aos vencedores. Poderão ser inscritos trabalhos nas categorias Jornalismo Impresso, Radiojornalismo, Telejornalismo e Mídia Cooperativa. Os três primeiros lugares vão receber R$ 6 mil, R$ 3mil e R$ 2 mil, respectivamente.

CATEGORIAS ESPECIAIS - A categoria Universitário, lançada no ano passado, foi mantida mas, neste ano, os acadêmicos de Jornalismo poderão inscrever matérias tratando de todos os ramos do cooperativismo, diferentemente do ano passado, que se restringia ao crédito. Será escolhido um ganhador que receberá R$ 2.500,00. Nesta edição, passam a vigorar duas novas categorias: o Prêmio Especial Unimed, voltado apenas para matérias sobre saúde, e cujo vencedor vai receber R$ 6 mil. O Prêmio Especial Ramo Crédito, destinado a trabalhos a respeito do cooperativismo de crédito, vai premiar com R$ 6 mil a melhor matéria jornalística. Outra novidade é o Prêmio Destaque Especial do Jornalismo Paranaense, cujo vencedor será indicado pela comissão julgadora, com direito a um prêmio de R$ 3.500,00.

PRAZO DE INSCRIÇÃO – Outra novidade é que, nesta edição, os interessados terão mais tempo para fazer as inscrições. O prazo vai até o dia 28 de fevereiro de 2014. Podem concorrer matérias publicadas ou veiculadas de 1º de agosto de 2012 até 28 de fevereiro de 2014. Cada participante pode inscrever até três trabalhos, independente da categoria, podendo ser contemplado apenas uma vez. Serão aceitas apenas matérias relativas a cooperativas registradas no Sistema Ocepar, cuja lista pode ser consultada no portal www.paranacooperativo.coop.br. Outra modificação diz respeito à participação dos profissionais das assessorias de imprensa das cooperativas, sejam contratos diretos ou indiretos (prestadores de serviço), que somente podem participar da Categoria Mídia Cooperativa. Os trabalhos escolhidos pela comissão julgadora serão premiados durante a Assembleia Geral Ordinária da Ocepar, no dia 1º de abril de 2014, em Curitiba.

O PRÊMIO - O concurso é realizado desde 2003 com o objetivo de premiar os melhores trabalhos e profissionais da imprensa que atuam nos veículos de comunicação do Paraná e também das cooperativas paranaenses. O Prêmio Ocepar de Jornalismo tem ainda o propósito de divulgar a importância do cooperativismo para o desenvolvimento econômico e social do Paraná e do Brasil. Desde que foi criado, já recebeu um total de 630 trabalhos inscritos em telejornalismo, radiojornalismo, jornalismo impresso e mídia cooperativa. Somente no ano passado, houve 85 matérias inscritas.

Show de criatividade para profissionais das cooperativas

Aviõezinhos de papel voaram pelo auditório do Sistema Ocepar, com ideias que surgiram na cabeça dos cerca de 60 participantes do Fórum dos Profissionais de Comunicação das Cooperativas Paranaenses, no dia 24 de setembro, em Curitiba. Foi assim que eles começaram a ser estimulados a pensar sobre criatividade, tema do Curso Espetáculo. As atividades foram conduzidas por profissionais da Escola de Criatividade de Curitiba, que passaram alguns conceitos e técnicas, atitudes e comportamentos necessários para o desenvolvimento do pensar de forma criativa.

De acordo o publicitário Eloi Zanetti, um dos sócios da escola, a primeira condição para ser criativo é que a pessoa se considere criativa. “Quem julga a mim mesmo sou eu. Dessa forma, se eu me considero criativo, já estou abrindo um caminho novo”, disse ele. Especialista em criatividade, Zanetti construiu uma carreira de sucesso, com cargos de diretoria em empresas como o Bamerindus e O Boticário. É ainda conhecido pelos seus artigos e pela criação da Escola de Criatividade, além de ser um dos fundadores da Casa do Contador de Histórias em Curitiba.

FÓRUM – A proposta do tema foi desenvolver o espírito da curiosidade a intuição, trabalhar a criatividade na vida pessoal e profissional, mostrar como desenvolver hábitos criativos e, ainda, a arte de realizar.