Site Coamo
Coamo Agroindustrial Cooperativa | Edição 429 | Setembro de 2013 | Campo Mourão - Paraná

Infraestrutura

Representantes dos Portos participam de reunião na Coamo

A diretoria da Coamo recebeu no dia 22 de agosto, em Campo Mourão, o secretário de Infraestrutura do Paraná, José Richa Filho, e o superintendente dos portos paranaenses, Luiz Henrique Dividino, para discutir projetos e melhorias dos portos e dos modais rodoviário, ferroviário, hidroviário, aeroviário e de edificações. O encontro integrou a agenda do programa Porto no Campo, que estreita o diálogo entre o Governo do Estado e o setor produtivo do Paraná. Também foi realizada uma reunião na Associação Comercial e Industrial de Campo Mourão (Acicam), que contou com a participação de vários representantes do setor produtivo da região.

“A melhor forma de integrar todos os modais de infraestrutura e desenvolver ainda mais o Paraná é dialogar e discutir as demandas que o setor produtivo tem em relação as nossas ações. O governo Beto Richa tem o objetivo de atender o campo, que precisa escoar suas mercadorias pelos portos paranaenses”, disse o secretário de infraestrutura, José Richa Filho.

Ele afirmou que deve haver uma boa integração e qualidade em todos os modais. Os investimentos já somam mais de R$ 2 bilhões em relação aos modais. Os investimentos, a cargo de iniciativas privadas, para ampliar o Anel de Integração do Estado já chegam a R$ 1,5 bilhão. Outra ação destacada foi o programa de melhoria e conservação de quase 12 mil quilômetros de estradas paranaenses, com valor de R$ 840 milhões.

PORTOS - O superintendente dos portos do Paraná, Luiz Henrique Dividino, apresentou todos os projetos de ampliação e modernização e mostrou a realidade dos portos. “É essencial ouvirmos as demandas dos setores produtivos para desenvolvermos e alavancarmos ainda mais os nossos projetos e ações”, disse Dividino. ”

“A elaboração de projetos é fundamental para buscarmos recursos tanto federal quanto de iniciativas privadas para conseguirmos modernizar ainda mais os portos do Paraná”, explicou o superintendente.

Além das obras de dragagem que permitiram que o porto voltasse a escoar seus produtos de forma plena, o Governo do Paraná está finalizando agora o processo licitatório para a compra de quatro novos carregadores de navios. Serão investidos cerca de R$ 67 milhões em recursos próprios nos guindastes que irão possibilitar um ganho de produtividade de 30% no Corredor de Exportação.

Para a próxima safra, a administração dos portos está trabalhando em obras de melhorias no pátio de triagem. Já foram desapropriadas áreas no entorno do atual pátio. Com isso, o local terá sua capacidade duplicada, conseguindo atender até dois mil caminhões simultaneamente. (Com informações da AEN)