Importância


As cooperativas paranaenses e sua importância no desenvolvimento do Paraná

Agropecuário - O cooperativismo agropecuário representa cerca de 52% da economia agrícola do Estado do Paraná (com um faturamento de 11.200 bilhões de reais no ano de 2002, correspondente a 14,0% do PIB do Paraná que foi de R$ 79,8 bilhões, no mesmo ano), e participa de forma intensa em todo o processo de produção, beneficiamento, armazenamento e industrialização agropecuário, fazendo com que o associado seja um agente ativo na participação do mercado interno e externo, como também nas ações sociais de comunidade. Com seu desenvolvimento, as cooperativas passaram a ser importantes instrumentos de difusão de tecnologias e implementadoras de políticas desenvolvimentistas, agindo também como elo de ligação entre o produtor rural e o governo. Isto ocorreu com a difusão do crédito rural, armazenagem, manejo e conservação de solos, manejo integrado de pragas, assentamento de agricultores, agroindustrialização, entre outros, e levou o Paraná à liderança nacional de produção e produtividade agrícola, transformando as cooperativas em agentes de desenvolvimento econômico e social. Hoje, as cooperativas são, em muitos municípios do Paraná, as mais importantes empresas econômicas, maiores empregadoras e geradoras de receitas, atuando em perfeita sintonia com a coletividade, atendendo cerca de 1/3 da população rural do Estado.

A expressiva contribuição das cooperativas na produção agrícola do Paraná é superior a 77% na canola, 65% na soja, 61% no trigo, 58% no algodão em caroço, 57% na cevada, 55% no café e 53% no leite, entre outros.

A participação dos pequenos e médios produtores (área até 50 ha) nos quadros sociais das cooperativas, representando 72,2% do total, evidencia a importância das cooperativas para essa faixa de produtores, que são normalmente os menos favorecidos. A integração das cooperativas e a agregação dos interesses dos produtores rurais permitiram a montagem de uma grande infra-estrutura de armazenagem da produção, detendo 54% da capacidade estática de armazenagem do Estado.

A vocação agropecuária do Paraná oferece um grande potencial para o desenvolvimento do setor agroindustrial face à disponibilidade de matérias-primas, de energia, à infra-estrutura para escoamento da produção, à proximidade aos grandes centros de consumo e pela capacidade empreendedora do seu povo. Outro aspecto que merece citação é a diversificação das cooperativas, operando com todos os produtos agrícolas importantes da economia paranaense, além de serem pioneiras na implantação de novas culturas e projetos.

O agronegócio tem se apresentado como a mola propulsora para a transformação do Estado de exportador de matérias-primas em exportador de bens de consumo, aproveitando o potencial disponível. As cooperativas agropecuárias se constituem em elemento fundamental para implantar novos projetos pois, através delas, suas ações no setor resultam na agregação de valores sobre o produto primário retornando ao produtor que, por sua vez, poderá reinvestir na atividade produtiva garantindo, com isso, a oferta de matérias-primas em níveis permanentes e, ao mesmo tempo, desenvolvendo o meio rural.

Crédito - As cooperativas de crédito atuam em diversos setores da economia. No Paraná há três sistemas de crédito organizados em centrais: Sicredi, Sicoob e Unicred. As cooperativas Sicredi estão filiadas à Cooperativa Central de Crédito do Paraná - Sicredi Central, e são acionistas do Bansicredi - Banco Cooperativo Sicredi; as cooperativas do sistema Sicoob, atuando principalmente junto ao público urbano, estão filiadas à Sicoob Central Paraná e são acionistas do Bancoob - Banco Cooperativo Brasileiro; e as Unicred"s, formadas principalmente por profissionais da área da saúde são filiadas à Unicred Central. Há ainda cooperativas de crédito urbano e rural não vinculadas a centrais.

Crédito para plantar, para abrir o próprio negócio, para adquirir bens necessários à produção, a custos acessíveis. Recursos financeiros à disposição na hora certa. Ou a busca de melhor remuneração e de um bom atendimento, numa instituição mais familiar. Tudo isto está se tornando possível através das cooperativas de crédito, que ressurgiram no Paraná nos anos 80 junto às cooperativas agropecuárias, por iniciativa da Ocepar, como forma de suprir as deficiências do crédito oficial.

Educacional - Qualidade de ensino, redução de custos e melhores condições para o corpo discente são algumas das vantagens das cooperativas educacionais. São constituídas por pais de alunos, professores ou alunos, que mantém a escola onde, através da interação de toda a estrutura educacional, alcança-se a formação integral do educando. Neste ramo também estão inseridas as cooperativas escola, constituídas por alunos de escolas técnicas agrícolas que exercem atividade agropecuária para auxiliar na manutenção dos estabelecimentos sob a responsabilidade dos próprios alunos.

Habitacional - A finalidade das cooperativas habitacionais é a reunião de pessoas com vistas à aquisição de moradias próprias. Os recursos podem ser próprios, através do autofinanciamento, onde todos os cooperados contribuem com parcelas mensais, gerando um fundo para a construção da obra. Também podem obter recursos externos, através dos agentes financeiros, fundos imobiliários ou de outras fontes.

Infra-estrutura - O cooperativismo de infra-estrutura é composto pelas cooperativas de eletrificação rural. Esta foi a forma encontrada pelos produtores rurais para terem acesso à energia elétrica. Iniciaram suas atividades instalando redes e fornecendo a energia através da geração própria ou repassando-a das concessionárias estatais. Atualmente elas operam com a comercialização e manutenção de equipamentos elétricos e prestação de serviços. Com a desestatização e mudança da política energética do país, as cooperativas foram revitalizadas, partindo também para a geração própria de energia através da construção de pequenas centrais hidrelétricas.

Saúde - As cooperativas de saúde possiblitam que o trabalho dos profissionais da área não seja intermediado por terceiros ou explorado economicamente. Fortalecem a liberdade profissional, facilitanto o acesso da sociedade a sistemas de convênios de saúde a custos acessíveis, contrapondo-se ao sistema mercantilista. As cooperativas Unimeds e Uniodontos, administradas empresarialmente, num ambiente altamente competitivo, oferecem atendimento rápido e confiável, sendo para os usuários sinônimo de qualidade e credibilidade. Para os profissionais cooperados a cooperativa oferece condições favoráveis para o exercício da profissão e remuneração adequada à realidade de mercado. O fortalecimento do ramo vem ocorrendo ano a ano em função da qualidade, confiabilidade e garantia aos usuários conveniados. Hoje o sistema Unimed possui mais de 860 mil clientes, sendo o maior sistema de seguro saúde do Paraná.

Trabalho - As cooperativas de trabalho são constituídas por profissionais ou trabalhadores que se unem solidariamente para oferecerem seus serviços ao mercado de trabalho, apresentando-se como forte alternativa ao desemprego e gerando renda. A organização dos profissionais autônomos e trabalhadores em cooperativas de trabalho é uma forma inteligente de agrupar a oferta de trabalho especializado, sendo também atrativa para os tomadores de serviços, pois, as cooperativas podem dar suporte à demanda. A vantagem para os cooperados é que a cooperativa permite organizar a oferta de trabalho, contribuindo para reduzir os custos individuais em relação ao trabalho autônomo. Os profissionais que integram uma cooperativa de trabalho são, ao mesmo tempo, sócios do empreendimento e prestadores de serviços, podendo atender diversos segmentos da economia.

Transporte - As cooperativas de transporte reúnem transportadores de cargas e de passageiros, sendo uma alternativa de valorização profissional e melhor remuneração dos profissionais, que são donos de seus veículos de transporte. Organizados, tornam a categoria profissional mais forte, o que traz benefícios nas negociações com os tomadores de serviços, que também se sentem mais seguros ao contratarem os serviços das cooperativas.

Turismo - As cooperativas de turismo congregam profissionais que exercem atividades ligadas ao turismo que é um setor de grande importância econômica em todo o mundo. Também o meio rural, onde estão inseridas as cooperativas agropecuárias, oferece muitas atrações, cada vez mais procuradas pelo público urbano. Diante desse potencial e objetivando oferecer novas alternativas de renda aos associados das cooperativas, o Sistema Ocepar está atuando em duas frentes: na orientação de grupos interessados em atuar de forma cooperativa no oferecimento de serviços de apoio ao turismo, e no treinamento de agentes de turismo e preparação da infra-estrutura nas propriedades rurais.

Os inventimentos sociais das cooperativas

O conceito de responsabilidade social é relativamente novo para a maioria das empresas. Entretanto, para as cooperativas esse conceito advém dos próprios princípios e valores do Cooperativismo. A preocupação com a cidadania, com o meio ambiente, com o bem estar social, com a educação, com a saúde, com a qualidade de vida dos associados, funcionários, comunidade, clientes, fornecedores e consumidores faz parte da cultura cooperativista.

O total de investimentos com indicadores sociais das cooperativas em 2002 chegou a R$ 1,58 bilhão, representando 14,1% da receita liquida.

Demonstração dos investimentos sociais das cooperativas 2002

  1. Indicadores sociais - Funcionários: R$ 525,7 milhões 

    Geração de mais 6.366 empregos, representando um incremento de 19%.

    Investimentos e gastos com funcionários: R$ 525,7 milhões, representando 5,0% da Receita Líquida.
    Benefícios repassados aos funcionários: R$ 56,2 milhões, representando R$ 1.440,00 por funcionário, em média.
    Mulheres que trabalham nas cooperativas: 22,1%.
     
  2. Indicadores sociais - Cooperados: R$ 475,2 milhões
     
    Aumento no número de cooperados no exercício: 27.056.

    Distribuição dos resultados R$ 462,8 milhões, representando R$ 1.576,00. por cooperado, em média.
    Investimentos em benefícios aos cooperados: R$ 4,9 milhões. Investimentos com saúde: R$ 7,5 milhões.
    Cursos e treinamentos realizados para cooperados: 1.527.
     
  3. Contribuição para a sociedade - meio ambiente: R$ 13,8 milhões
     
  4. Contribuição para a sociedade - tributos recolhidos: R$ 559,8 milhões
     
  5. Contribuição para a sociedade - investimentos na comunidade: R$ 2,0 milhões
COAMO Agroindustrial Cooperativa

Rua Fioravante João Ferri, 99, Jardim Alvorada, Caixa Postal 460, CEP: 87308-445
Campo Mourão - PR

PABX: (44) 3599-8000
Telefax: (44) 3599-8001
Icone IPv6
© 2016 COAMO Agroindustrial Coooperativa - Todos os direitos reservados.
Logo BLZ