Notícias Coamo


04/08/2020
GESTÃO
"A Coamo é a casa do cooperado, onde ele tem tudo o que precisa em um único lugar"
Fala é de Airton Galinari, presidente Executivo da Coamo, entrevistado do mês na Revista Coamo

“O planejamento estratégico é bem-estruturado na Coamo e vem sendo responsável pela implantação bem-sucedida de vários projetos e benefícios.” A afirmação é do presidente Executivo da cooperativa, Airton Galinari, que tomou posse no cargo durante a Assembleia Geral realizada em fevereiro, consolidando o processo de Governança Corporativa.
Confira a entrevista:
Revista Coamo: Quando foi iniciado o processo de reestruturação organizacional da cooperativa? Quais os papéis do Conselho de Administração e da Diretoria Executiva?
Airton Galinari: Este trabalho iniciou em 2018. Fizemos a reestruturação com uma visão de áreas focada nos negócios, o que resultou no desmembramento de algumas gerências angulares, criação de novas gerências e novas áreas de administração. Essa reestruturação fez parte da implantação do Planejamento Estratégico e propicia a equipe de Administração, um posicionamento abrangente de todas as atividades inerentes a cada área. A estrutura aprovada pelos associados é resultado de uma preparação de quatro anos e um passo importante na profissionalização da Coamo, haja vista, que o Conselho de Administração eleito pelo quadro social será responsável pela parte estratégica da cooperativa. Nesta estrutura de governança corporativa, a Diretoria Executiva, por sua vez, é composta por um presidente e cinco diretores executivos, profissionais pratas-da-casa com mais de 30, 40 anos de Coamo. Caberá a Diretoria Executiva a gestão, subordinada ao Conselho de Administração, a função de operacionalização das atividades organizacionais e tomadas de decisões relacionadas ao objetivo social conforme as diretrizes do Conselho de Administração.
 
RC: O Dr. Aroldo foi reeleito presidente do Conselho de Administração. Qual será o papel dele nesta nova etapa da Governança da Coamo?
Galinari: O Dr. Aroldo é uma referência, contribuiu e irá contribuir decisivamente, pela sua experiência e competência para o desenvolvimento e o sucesso da Coamo. Como ele sempre diz, não fundou a Coamo e a Credicoamo para uma geração ou duas, mas para a vida toda. Então, o segredo do sucesso da Coamo é a sua credibilidade, a confiança que ela tem junto aos seus cooperados.  Afinal, são 50 anos de trabalho e dedicação da Coamo ao lado deles, dando suporte e apoiando o seu progresso para obter renda e qualidade de vida deles e de seus familiares. Com certeza, a frente do Conselho de Administração, o Dr. Aroldo cumprirá a função de proteger e valorizar a cooperativa, bem como, colaborar para o desenvolvimento socioeconômico dos associados.
 
RC: Quais são as vantagens dos cooperados na prática do cooperativismo?
Galinari: Sou cooperativista desde 1987, portanto, há 33 anos. É bonito ver a força do cooperativismo e o modelo de cooperação que propicia muitos benefícios aos cooperados em nossa atividade, que é indispensável para o país. Entendo que os cooperados da Coamo e da Credicoamo têm uma grande vantagem na prática do cooperativismo e da fidelidade nas suas cooperativas. No nosso caso, eles encontram tudo o que precisam em um único local, com assistência técnica, fornecimento de insumos, peças, produtos veterinários, entrega da safra em modernas unidades, com assistência financeira e a comercialização da produção com pagamento no ato.  Aproveito esta oportunidade para parabenizar novamente os cooperados pela participação de forma diferenciada em nossas cooperativas, pois quanto maior for a atuação deles mais forte será a sua cooperativa.
 
RC: Recentemente encerrou com sucesso o Plano Safra da Coamo. A que o senhor atribuiu o êxito deste benefício?
Galinari: O planejamento estratégico é bem-estruturado na Coamo e vem sendo responsável pela implantação bem-sucedida de vários projetos e benefícios. Um deles é o Plano Safra. Os cooperados têm o suporte da Coamo para que tenham a garantia e a segurança no abastecimento dos seus insumos, e com antecedência, decidirem o que irão plantar na próxima safra de verão. Tudo foi feito com planejamento. O Plano Safra 2020/21 foi muito positivo e registrou a melhor relação de troca da história da Coamo. Só foi possível fornecer este benefício aos cooperados pelo trabalho eficiente das equipes de várias áreas da cooperativa, com o devido planejamento e escolha do momento certo para o lançamento deste benefício. Durante o período do plano houve aumento expressivo do dólar, o que teria um grande impacto no preço dos insumos, principalmente dos fertilizantes. Porém, trabalhamos muito para que os preços dos insumos contratados junto aos fornecedores fossem mantidos, evitando reajustes.
 
RC: Então, também no caso do Plano Safra, quem participa do cooperativismo, ganha sempre?
Galinari: Sem dúvida, quem ganha sempre é quem faz parte, participa e valoriza o cooperativismo. Para fazer o Plano Safra 2020/2021, com tranquilidade, o cooperado não precisou sair de casa, e adquiriu, mediante uma programação, tudo o que precisa para implantar com tecnologias, a próxima lavoura de verão. Tudo em casa, em um mesmo local, pois ele pode contratar o financiamento junto a Credicoamo para quitação dos insumos com a garantia e segurança da sua cooperativa de crédito.
 
RC: Após garantir os insumos, os cooperados só têm o trabalho de plantar, colher e entregar a produção na cooperativa?
Galinari: A cada safra, os cooperados adquirem com antecedência insumos de qualidade, lançam sementes ao solo com o uso de modernas tecnologias e buscam colher melhores produtividades. Após as colheitas, suas safras são depositadas nos armazéns da Coamo em 71 municípios do Paraná, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul. Contamos com estrutura privilegiada implantada ao longo dos anos, resultado de grandes investimentos para acomodar com tranquilidade, segurança e eficiência, a produção dos cooperados. Este é um diferencial, pois eles não precisam guardar sua produção em suas propriedades, mas armazenar na cooperativa. A estrutura nos entrepostos é fundamental para o sucesso das atividades dos cooperados.
 
RC: Como foi a estratégia adotada pela Coamo na prevenção ao coronavírus?
Galinari: Este é um ano atípico, se de um lado tivemos uma safra histórica, do outro, desde a última semana do mês de fevereiro, o país passou a sofrer com novo Coronavírus, que ainda vem assustando a população brasileira. Nos ambientes da Coamo e da Credicoamo, foram implantadas medidas emergenciais no combate à doença, definidas por um Comitê de Prevenção criado em março. Em consonância com o Ministério da Saúde e autoridades sanitárias divulgamos amplamente orientações aos cooperados, funcionários, familiares e comunidade, por meio dos nossos canais de comunicação, no sentido de evitar aglomeração e circulação de pessoas, e a necessidade de higienização pessoal. Um dos pontos a ser destacado foi a solicitação aos cooperados para realizar suas operações via canais de atendimento e fazer deslocamentos somente em casos essenciais. Também suspendemos todos os cursos, treinamentos e atividades presenciais para funcionários, cooperados e familiares. Adotamos regimes de redução de tempo de horas trabalhadas sem comprometer salários, sistema de rodízio nas unidades e regime de quarentena para grupos de risco. Graças a Deus, todo este trabalho foi feito e vem sendo realizado de forma consciente e responsável. Por isso, agradecemos os nossos cooperados e funcionários e, por extensão, também os nossos familiares, pelo alto comprometimento e engajamento na batalha contra o coronavírus.
 
RC: Em tempo de pandemia, a Coamo promoveu um atendimento diferenciado aos cooperados?
Galinari: Na Coamo incentivamos e obtivemos sucesso com o uso dos nossos canais de comunicação, que foram determinantes para os cooperados realizarem suas operações com segurança e tranquilidade. Mas, destaco como exemplo positivo e elogiável, o fato do dia 1º de abril, quando efetuamos o pagamento de mais de sete mil contratos, todos liquidados e de forma segura. Os cooperados foram atendidos nos entrepostos por nossos funcionários, por meio dos nossos canais. Essa operação resultou em uma movimentação expressiva de R$ 1,6 bilhões que foram depositados em suas contas correntes, sem oferecer riscos tanto para os cooperados quanto para os funcionários.
RC: O senhor tem defendido desde o início da Pandemia o valor da Agricultura. Por quê?
Galinari: Agradecemos de maneira especial aos nossos funcionários, que cívica e bravamente, permanecem desenvolvendo o seu trabalho, para que não falte alimentos para o Brasil e o mundo. Defendemos desde o início que a agricultura é uma atividade essencial, considerada desta forma pelo governo federal, entendendo que a agricultura não deve parar, pois se parar, não haverá alimentos para a população. Por isso, cooperados e cooperativa estão trabalhando firmes e cumprindo a sua missão, produzindo e distribuindo alimentos para as mesas dos brasileiros e de várias partes do mundo.
 
RC: Presidente é fácil resumir o que é a Coamo?
Galinari: Realmente, o trabalho da Coamo é muito grande e muito forte, sendo uma cooperativa de apenas 50 anos. É resultado de um sonho e da realização inicial de 79 agricultores, que teve o Dr. Aroldo como idealizador, e hoje são milhares, quase 30 mil, dos quais 80% considerados mini e pequenos produtores. Mas, para nós, não existe pequeno ou grande, mas cooperados, e todos têm o seu valor e o nosso trabalho. A Coamo é uma cooperativa administrada de forma estruturada e profissional, com valores e princípios bem definidos. É inovadora e vem fazendo um trabalho fantástico em prol do desenvolvimento dos seus cooperados.
 
RC: Qual o recado aos cooperados neste ano em que a Coamo está comemorando seu Jubileu de Ouro. 
Galinari: A história comprova que a Coamo sempre foi mais além e esteve à frente do seu tempo. Investiu de forma expressiva nas estruturas de recebimento das unidades e sempre praticou um cooperativismo de resultados ao longo desses 50 anos, voltada para o desenvolvimento. Então, desejamos que os nossos cooperados atuem cada vez mais, pois em cada operação com a Coamo e a Credicoamo, eles têm a certeza de contar com toda a estrutura das suas cooperativas, em uma relação que vai muito além do aspecto negocial. É um relacionamento de confiança, com o suporte necessário e no momento certo, de cooperativas sólidas e fortes.
COAMO Agroindustrial Cooperativa

Rua Fioravante João Ferri, 99, Jardim Alvorada, Caixa Postal 460, CEP: 87308-445
Campo Mourão - PR

PABX: (44) 3599-8000
Icone IPv6
© 2016 COAMO Agroindustrial Coooperativa - Todos os direitos reservados.
Logo BLZ